Como saber o momento certo para mudar de carreira?

Oi gente, tudo bem? Vocês viram que Normal People foi indicada ao Emmy? Muito feliz em saber que curtiram a indicação da semana passada. A série é realmente incrível. Mas hoje vamos conversar sobre outro assunto… mudança de carreira. Já pensaram em mudar de emprego ou fazer outra faculdade?

Desde adolescente gostava muito de ler, estudar, assistir documentários. Sempre fui a nerd do meu grupo. Enquanto uns liam só 1 livro que a professora tinha pedido eu tinha lido uns 5/6. Acredito que isso me ajudou bastante em redação e português minhas matérias favoritas no colégio.

Carreira
MEU PRIMEIRO HOME OFFICE ♡
Influência dos pais

Meu pai dá aulas numa universidade e minha mãe sempre gostou de literatura sendo assim, eu não poderia ser diferente concordam? O gosto pelos estudos está no sangue 🙂

Além de estudar sempre gostei de vários assuntos ao mesmo tempo. Quando fiz cursinho pré-vestibular não tinha ideia de qual curso escolher. Me simpatizei pela Filosofia e passei de primeira numa estadual. Porém, conforme ia estudando percebi que não tinha nada a ver comigo =(

Prestei vestibular novamente dessa vez para Economia por influência do meu ex-namorado. Mas aconteceram várias coisas e acabei precisando me mudar de cidade/estado. Na nova faculdade não tinha Economia então precisei prestar vestibular de novo… Agora para Ciência da Computação. Passei.

Home Office
Faculdade, emprego e mudanças

Mergulhei no universo da TI (Tecnologia da Informação). Consegui estágio, emprego, aprendi programação. Pensava que finalmente tinha me encontrado. Até que fui promovida e precisei mudar novamente de cidade. Tranquei a faculdade. Nesse tempo morei em Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Trabalhei bastante, mudei de emprego/empresa, voltei para Santa Catarina.

Decidi fazer Administração de Empresas. Trabalhei na área mas não me encontrei tanto quanto na área de TI. É completamente diferente. Mesmo assim tive experiência na área financeira, administrativa, mas não curti RH (é um setor muito ingrato haha). Quem já trabalhou com isso vai me entender 🙂

Nos últimos anos comecei a levar o blog mais a sério. Fechando parcerias, publis, e o tornando mais comercial. Isso demanda tempo, dedicação e foco. Hoje divido a atenção entre meu trabalho e o blog. O fato de fotografar bastante para os stories, para o feed, exige que tenhamos um ambiente mais apresentável concordam? Ou como dizem os arquitetos instagramável (palavra difícil haha).

Design de Interiores
Universo da decoração

Isso me fez procurar referências e dicas de decoração. Foi um mergulho de cabeça sem direito a volta (risos). Me apaixonei pelo universo da decoração. Resultado: comecei a estudar Design de Interiores. Venho compartilhando algumas coisas no instagram @corujageek mas estou no início sou aluna ainda.

Sabe aqueles programas de reforma, decoração dos canais H&H e HGTV? Não perco um episódio. Aquilo alimenta minha alma. Ver um ambiente simples se tornar nosso lar é a maior transformação de todas. Hoje sinto que é isso que quero fazer. Não apenas na minha casa mas transformar a vida de outras pessoas. Que elas se sintam bem onde vivem.

O Jonathan Scott (Irmãos à obra) tem uma frase “uma casa são quatro paredes, mas o lar nós o construímos”. Mesmo uma casa pequena pode ser transformada num lar. Essa é uma das maiores lições que aprendi desde que comecei estudar Design. Talvez daqui a alguns anos descubra outra área que goste mais. Mas no momento é isso que alimenta minha alma. Tornar ambientes habitáveis.

Mercado de Trabalho
Criando um home office

Um dos primeiros espaços que mudei aqui em casa foi meu home office. O desenho da mesa, posição das prateleiras, estante de livros, tudo foi pensado por mim. Agora depois de estudar um pouco percebi que o ambiente precisa de cor esse é meu próximo objetivo. Dar vida ao escritório. Será que vai ficar bom? Em breve conto pra vocês 🙂

Resumindo… minha vida profissional foi bem dinâmica. Pensei que seria fotógrafa (fiz diversos cursos), minha mãe sempre quis uma filha advogada, porém fui me descobrindo e conhecendo ao longo dos anos. Acredito que essa é a parte mais importante do processo: autoconhecimento. Saber do que se gosta, definir objetivos, descobrir como ser útil e assim transformar tudo à sua volta.

Agora me contem, já pensaram em mudar de área? Trocar de profissão? Já sentiram que era o momento de aprender coisas novas? Se pudesse escolher novamente ficaria no mesmo emprego?

Até o próximo post, Érika ♡

Nos acompanhe nas redes sociais
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest

Deixe um comentário

32 Comments

  1. Avatar
    Isabelle Santana 14/08/2020 at 20:50

    Menina, que coragem! Fazer tantos cursos e de áreas tão diferentes! Uma área que com certeza eu não faria é exatas 😡 Acho que se eu pudesse escolher novamente seria professora do mesmo jeito 🙂 mas sempre penso nos “E se…?”, e quem sabe no futuro não chuto o balde e mudo totalmente? haha mais pessoas deveriam se sentir livre como você para fazer aquilo que faz sentir bem e não o que os outros acham que deve.

  2. Avatar
    Malu Silva 10/08/2020 at 23:15

    Mulher, já pensei taaanto nisso! Na verdade até já mudei de área algumas boas vezes, e só tenho 23 anos! hehe me formei em Ciências Sociais, estagiei no INSS, depois fiz freelas na área de publicidade até que arranjei um emprego em marketing digital. Odiei, e aí virei professora de inglês kkkkkkk Vê que loucura! Continuo dando aulas e hoje o meu blog virou meu segundo emprego.
    Te desejo sucesso no projeto do home office, vou acompanhar por aqui!

  3. Avatar
    Gislaine Motti 10/08/2020 at 22:48

    Eu sou formada em Psicologia e, atualmente, faço mestrado em Psicologia Social. Meu objetivo é seguir a carreira acadêmica e me tornar professora universitária. Por enquanto, estou satisfeita profissionalmente… Mas existem várias outras coisas que me chamam a atenção. Acho que o mais incrível de ter tido várias experiências (e querer ter muitas mais) é o acumulo de conhecimentos diversos! No final das contas, você sabe um pouco de tudo, hihi.

  4. Avatar
    Vitória Bruscato 10/08/2020 at 09:43

    Érika, quanta coisa você já fez! 😮
    Eu sou formada em D.I., apesar de não atuar na área por ter escolhido seguir outro rumo na faculdade, eu amei os anos de curso, tudo o que aprendi e morro de saudades de projetar! Boa sorte com essa nova área, acho que você vai gostar…

  5. Avatar
    Rebeca 10/08/2020 at 04:20

    Oii guria!! Você já experimentou algumas áreas e também lugares diferentes ne?! E eu acho que isso de experimentar é o mais lindo do caminho de “se encontrar” em uma profissão. E também acho que conforme a gente vai mudando e evoluindo, o que antes fazia sentido e gostávamos de fazer, vai ficando sem graça.. Eu achei interessante como você conseguiu manter o blog e ainda assim o trabalho, porque realmente demanda tempo. O meu primeiro trabalho sério eu falava que ia me aposentar ali HAHA Hoje já aprendi que não dá pra planejar nada assim por tanto tempo e to me permitindo ir pra onde o vento me leva – ops, parei aqui na Austrália haha Beijos =)

  6. Avatar
    Camila Marchetti 07/08/2020 at 15:22

    Oi Érika!
    Nossa, quantas coisas diferentes você já estudou! Que legal!
    Eu sou formada em biologia e até fiz mestrado na área de imunologia, mas percebi que a área acadêmica não era pra mim. Apesar de gostar muito de trabalhar no laboratório, eu não gostava nada de escrever artigos científicos.
    Depois do mestrado, trabalhei pouco tempo num laboratório de análises microbiológicas, mas não recebia nada bem, mesmo com minha especialização. Foi aí que decidi me focar mais na fotografia, porque já amava muito fotografar!
    Hoje estou investindo meu tempo na produção de conteúdo, pra quem sabe um dia virar trabalho!
    Adorei conhecer mais de você nesse post. *_*
    Beijão!

  7. Avatar
    Emerson 06/08/2020 at 18:19

    É verdade! O autoconhecimento e autosatisfação são fundamentais para o que escolhemos como profissão.

  8. Avatar
    Julianna 04/08/2020 at 22:28

    Olá! Que blog bonito.
    Eu mudei de profissão ainda bem cedo, com meus 23 anos. Me formei em letras mas acabei indo pra comunicação (Marketing e Jornalismo) e por fim Moda rs! Letras me ajuda bastante no que faço e sinceramente apesar de amar não me arrependo em ter mudado. Beijos!

  9. Avatar
    Cidália 03/08/2020 at 21:27

    Uma vida profissional bem dinâmica, parabéns pelas experiências adquiridas! No meu caso pensei em fazer contabilidade, mas acabei fazendo o magistério, a segunda opção.

  10. Avatar
    Rúbia Kenes 03/08/2020 at 16:25

    Querida que lindo! Você é muito estudiosa, que linda sua historia. Está maravilhoso seu home office, parabéns. Você é inspiração para muitas pessoas, te admiro, beijinhosssssss :*

  11. Avatar
    Mulher Virtuosa By Vany 03/08/2020 at 15:37

    De enfermeira passei a trabalhar com marketing digital. Primeira coisa foi um home office e trabalho nisso há 5 anos.

  12. Avatar
    Márcia schorn 03/08/2020 at 14:11

    Confesso que nunca fui tão dedicada assim aos estudos, as leituras. Seu home office está um encanto.

  13. Avatar
    Ingrid 03/08/2020 at 12:34

    Que interessante o seu post.
    Fiquei encantada com a sua coragem e força de vontade. Com certeza você é inspiração para muitas pessoas!

  14. Avatar
    KARINA VALESKA PADILHA ALVES 03/08/2020 at 10:25

    Olá Erika!
    Eu fui lendo seu post e imaginei, meu Deus essa mulher é muito determinada e muito inteligente, fazer o tanto de coisas que você fez e descobrir designer de interior anos depois deve ser muito gratificante trabalhar com o que a gente gosta… Adorei saber mais sobre… bjs e sucesso 🙂

  15. Avatar
    Paloma 03/08/2020 at 09:29

    Oie minha flor! Você teve bastante experiências profissionais em áreas diversas. Isso é muito bom, deixa a visão mais ampla. Eu também amo esses programas de decoração 💙💙💙
    Te desejo muito sorte nessa nova jornada.
    Bjus!!

  16. Avatar
    RENATA CRISTINA SILVA AVILA 03/08/2020 at 01:20

    Erika do ceu, que vida profissional mais agitada …
    To encantada com a força/coragem que voce tem de mudar
    Sou advogada e tenho pensado muito em complementar com gestao de empresas, mas ainda falta coragem em me dividir mais uma vez

  17. Avatar
    Valéria 02/08/2020 at 23:42

    Ola, Erika. Fico feliz que vc tenha se encontrado depois de outras tentativas. Nunca é tarde para de descobrir. Minha irmã ama decoração, se fosse fazer faculdade, certamente ela ia querer essa.
    Já eu..bem, amo lecionar, mas as dificuldade da educação no Brasil deixam a gente bem desestimulado .são tempo sombrios…
    Mas não penso em abandonar a sala de aula. Embora sijta vontade de galgar outros caminhos futuramente..
    😘

  18. Avatar
    Lucas buchinger 02/08/2020 at 22:19

    Eu ainda estou em dúvida em qual faculdade quero fazer, talvez faça psicologia! Amei o seu post, muito bem feito e escrito! Beijos. Ah, e as foto lindíssimas!

  19. Avatar
    Debora Sapphire 02/08/2020 at 20:30

    Esse assunto é super relevante e importante. Acredito que, muitas vezes na vida, uma vez ou outra todos já pensaram em algo parecido. E é uma decisão difícil de considerar o momento certo para mudar de carreira, quando se está insatisfação ou infeliz com essa ocupação. Bem, durante a infância e adolescência eu já mudei de carreira na minha mente diversas vezes rsrs. Conforme eu fui crescendo e descobrindo um mundo novo de possibilidades e me conhecendo melhor também, que as coisas começaram a se encaixar, sabe? E aí, comecei a ter uma visão mais concreta do que eu realmente queria, e qual carreira era a certa pra mim. Não foi um caminho fácil, ainda não é. Na minha área, é preciso se reinventar e pesquisar o mercado o tempo todo, porque cada dia aparece coisas novas e o jeito de trabalhar muda. Mas também, me permite uma flexibilidade muito grande de trabalho e é uma carreira que eu me encontrei. Porém, antes de cursar jornalismo, eu já fiz letras e dei aulas de inglês durante um bom tempo em uma escola de idiomas e já prestei vestibular para Publicidade, que louco, né? E hoje, dificilmente escrevo artigos com essa minha visão mais profissional. É algo mais pessoal, como o trabalho e a linguagem que uso no blog e IG. Depois, estudei um pouco de marketing digital e ainda fiz pós em editorial. Então, meio que minha carreira sempre beirou nesse meio mais criativo e de escrita e leitura. Além da comunicação, é claro. Algo que eu tenho como um projeto para realizar é escrever e publicar um livro. Porque na alma, eu me considero escritora. Enfim, é uma vontade e um sonho meu há tempos. Tenho muitas histórias escritas e/ou não terminadas, mas nunca publiquei. Esse lado meu nunca chegou a amadurecer realmente, digamos assim.

  20. Avatar
    Débora Vicente 02/08/2020 at 20:14

    Esse assunto é bem complicado, pois sempre queremos uma carreira que não temos certeza se vai dar certo, só que queremos insistir até o fim para que dê certo para que seu sonho seja realizado.

  21. Avatar
    Alice Martins 02/08/2020 at 18:52

    OIá Érika,
    É bem difícil lidar com todas essas questões de “se encontrar no seu meio de trabalho”. Eu sempre pensei que queria ser professora, mas quando chegou na hora de fazer vestibular, não era o que eu queria. Passei em Logística, depois diz mestrado em Engenharia da Produção, mas nunca trabalhei em nenhuma das duas áreas, apesar de gostar bastante. Hoje trabalho fazendo freelas de revisora e é algo que simplesmente amo.
    Vou adorar acompanhar você colocando “cor” no seu home office, apesar de amar bastante ele fo jeitinho que está!

  22. Avatar
    Joana Darc 02/08/2020 at 12:42

    Oi
    Eu gostei muito do seu relato 🙂 sou escritora e blogueira estou pensando em fazer algum.curso..

  23. Avatar
    Yasmine Evaristo 02/08/2020 at 09:35

    Bonito seu relato de como sua vida foi mudando ao longo do tempo. Já passei por mudanças na carreira e, infelizmente, mesmo sendo redatora/blogueira ainda não consegui centrar a minha produção em algo específico. Mas vamos caminhando.

  24. Avatar
    Letícia Guedes 02/08/2020 at 06:32

    Oioi! Gente, quantas experiências legais e diversificadas você teve. De administração de empresas a design de interiores é um longo passo. Parabéns pela coragem de abraçar coisas tão diversas. Eu sou formada em Letras e, até então, é no que eu trabalho. No entanto, ando me sentindo esgotada de estar apenas focada em uma área. Por isso, tenho buscado coisas diferentes, como biscuit. Acho que o meu maior problema é que, diferente de você, eu me dedico menos do que deveria às coisas, então não chego a mergulhar de verdade em nada. Preciso trabalhar mais nisso. Abs!

  25. Avatar
    Lucimar da Silva Moreira 01/08/2020 at 22:06

    A gente tem que fazer aquilo que gostamos, as mudanças fazem bem, é sempre bom mudar conhecer outras áreas, o nosso foco tem que ser sempre conhecer outras possibilidades, bjs.

  26. Avatar
    Thainá dos Santos 01/08/2020 at 21:43

    Oiee!
    Muito bom seu post e seu relato, parabéns!
    Eu fui mudando várias vezes de opinião sobre o que eu queria, durante a adolescência. No final do ensino médio, decidi que queria ser dona do meu próprio negócio, então fui cursar Administração. No meio do curso, tive um desejo insano de querer estagiar numa multinacional, aprender mais sobre as empresas, tal. Quando finalmente fui aprovada, descobri que não era tudo o que eu achava. Antes disso, eu conheci a pesquisa científica e hoje sou apaixonada por isso. Tenho um portal de conteúdo nerd e penso em transformá-lo em um grande veículo de comunicação, mas por enquanto deixo em aberto. Às vezes, a gente começa a fazer algo e depois vai descobrindo novas coisas. E a vida te dá tantas oportunidades e caminhos, quem disse que só precisamos ter uma profissão ne?

  27. Avatar
    Karina 01/08/2020 at 20:51

    A gente não devia ter que decidir tão cedo nossa “carreira”, neh?! Ainda bem que hj em dia tem ficado cada vez mais claro que essa escolha não é uma regra engessada, e que muitas vezes faremos testes mesmo!
    Eu tbm não fui de primeira! Fiquei prestando vestibular por 3 anos pra Medicina, até que tive medo de “estar perdendo tempo” (quem nunca?!) e entrei em Psicologia. Fiz até o 5 período, mas apesar de amar, não era pra mim.
    Entrei então em Biologia e formei. Amo a área, mas a questão profissional está bem complicada, o que acabou me levando pra área hospitalar e agora tem despertado em mim de novo uma grande vontade de voltar pras cadeiras da facul… hahahahah

  28. Avatar
    MAISA CARVALHO 01/08/2020 at 16:28

    Érika, me encontro nesse exato momento da vida… não estou me sentindo bem na minha profissão, e estou em busca de novos ares. Sabe que sempre quis fazer design de interiores? Quem sabe não seja uma saída para esse meu momento de inquietude! Adorei o post!

  29. Avatar
    Patricia Monteiro 01/08/2020 at 09:59

    Que interessante, sua vida profissional foi bem movimentada e o mais legal é que você não teve medo de mudanças e sempre esteve aberta a aprender coisas novas, com certeza resultou em um grande crescimento profissional e pessoal. Também gosto muito de programas de reformas, as transformações são incríveis! Realmente há uma grande diferença entre uma casa e um lar, entendo perfeitamente. Gostei muito do post, parabéns!

  30. Avatar
    Elisangela 31/07/2020 at 21:53

    Oi, Erika
    Adorando suas postagens e respondendo a sua pergunta , já mudei a decoração dacsaka, quarto, cantinho do café é em breve mudarei o meu home-office também.
    E a todo momento acho que devo aprender algo novo, sempre assim, depois tiro o foco e contínuo na mesmice.rsrs

  31. Avatar
    tania m 31/07/2020 at 20:39

    Adorei ler sua história de vida,acho que devemos estar sempre preparadas para as mudanças,abertas para o aprendizado e principalmente,fazer o que nos faz bem.Eu sou artesã, e no meu mundo nada é fica parado,novos materiais e técnicas sempre são necessários,desenvolver novos projetos e desafios,fazem parte do meu dia a dia..Amei o post viu.bjus.

  32. Avatar
    Leticia Rodrigues 31/07/2020 at 19:59

    adorei seu post, bacana saber mais sobre seu caminho, e é interessante o tema do seu post lembro que durante anos pensei no blog como possibilidade de sustento e não somente hobbie e durante 5 anos de graduação questionei se era isso que queria mas acho q faz parter mesmo esses questionamentos.