16 de outubro de 2018
Vick Book Cover Vick
Anne Amorim
Editora PL
2015
187

Sinopse: Eu me chamo Vick. Não sei quem eu sou. Não conheço o meu passado, meu presente é horrível, e meu futuro é incerto. Vick não se lembra de como foi parar na casa de Ivan. Seu passado, quem ela é ou qual é a sua família são incógnitas. A única coisa que tem certeza é de que seu presente é insuportável demais. Ela odeia o toque de Ivan e as coisas que é obrigada a fazer para continuar vivendo. A sua única solução é fugir. Mas, para aonde? Vick não tem dinheiro e não conhece ninguém que possa lhe ajudar. Mas qualquer coisa é melhor do que continuar no único lugar que ela conhece. Ela irá atrás de uma vida melhor e quem sabe encontrar o seu passado para tentar ter um futuro. Será possível escapar de Ivan? Conheça a história da Vick. Uma menina sem passado, com um presente cheio de monstros e um futuro incerto. 

Oi gente, tudo bem? Essa resenha está um pouquinho atrasada mas antes tarde do que nunca concordam? Desde o início desse ano somos parceiros da Editora PL e recebemos várias obras entre elas Vick da Anne Amorim (Julie Lopo). Se você gosta de romance, suspense e um enredo que prende a atenção até o fim continue lendo a resenha.

Pela sinopse já é possível perceber que a vida de Vick (o nome da personagem é o mesmo do livro) não é tão fácil assim e por algum motivo (que desconhecemos a princípio) ela quer fugir. Porém será mais complicado do que imaginamos.

Sabe aquele livro que você termina de ler e fica olhando para o horizonte tentando voltar à realidade? Pois é, Vick é exatamente assim. E você já vai compreender o motivo.

Atenção! Esse livro contém cenas de violência e +18.

Vick
A história

Vick está prestes a fazer 18 anos e não tem a mínima ideia quem seja. No início pensamos ser amnésia mas durante a leitura descobrimos o que realmente aconteceu. Não lembra da família, da sua casa, dos amigos, simplesmente nada. Ela mora com Ivan mas a situação é insuportável então pensa em fugir. E é aí que começa toda a aventura.

Não conhecia o meu passado, e meu presente era horrível. Porém, o meu futuro era incerto.❞

Vick

Desde criança Vick mora com Ivan e seu pai Joaquim porém não tem recordações de nada antes disso. Nem ao menos os considera parte da sua família. Aos 12 anos ela é obrigada tomar banho junto com Ivan e masturbá-lo. Sim, com apenas 12 anos. Quando tem sua primeira menstruação Ivan diz que ela está pronta, que já é uma mulher e pode ser dele. Vick então é estuprada por Ivan e isso é só o começo do pesadelo.

Vick vive em cárcere privado não podendo ir à escola, ter amigos, ou mesmo sair para passear. Serve apenas para satisfazer os desejos de Ivan e Joaquim. Ano após ano a situação só piora. Ela apanha, sofre abusos, agressões verbais e diversas vezes se questiona se há uma família em algum lugar que pensa nela.

Prometo a você ser sempre a menina que vai te obrigar a levantar de madrugada para dançar na chuva, a menina que dá risada com as coisas mais simples, prometo ser a mulher que te sustenta, a mulher que te ama e a mulher que te completa.❞

Ela tenta fugir mas é capturada e isso torna sua vida pior. Apanha, fica de castigo e precisa “se desculpar” com favores sexuais. É tratada como objeto sexual e muitas vezes é estuprada pelos dois ao mesmo tempo. Ivan acredita que Vick é sua abelhinha e não deixará que ela fuja. Mas precisa dividi-la com seu pai.

Quem já assistiu alguns episódios de Criminal Minds tem ideia de como funciona a mente de um psicopata ou pedófilo. Nos diálogos de Ivan é possível ver claramente o quanto ele é doente. Acredita fielmente que o que sente por Vick é amor.

Vick

Prestes a fazer 18 anos decide fugir a qualquer custo. Então muda sua estratégia ao invés de ser arredia fica mais amigável, não resiste quando Ivan vai ao seu quarto e começa juntar dinheiro. Finalmente consegue escapar! (quer saber como ela conseguiu? Só lendo o livro 😉 )

Após fugir anda durante muito tempo pela estrada até um caminhoneiro dar carona. Ela para num posto de gasolina para comer e é nesse momento que conhece Frederico. Que pela descrição da autora parece ser a pessoa mais terna do mundo. Sabe aquele senhor que temos vontade de abraçar? Ele é assim.

Frederico oferece carona à Vick e ambos vão para Felicidade (tem nome mais bonito para uma cidade?). Lá ela consegue emprego num restaurante, faz amigos e conhece Will. Aos poucos sente que está segura em sua nova vida e que Ivan jamais vai descobrir onde procura-la. Até perceber que está sendo observada…

Me apaixonei por você naquela hora, me senti inteiro novamente e eu sabia que não poderia fazer nada para me manter afastado.❞

Minhas impressões

A linguagem usada pela autora é bastante forte. Diferente de uma série/filme que estamos vendo a cena, quando uma cena é descrita precisamos cria-la em nossa mente e talvez isso nos cause mais choque. Imaginar o cativeiro, as agressões e tudo o Vick sofre nas mãos do Ivan dá um nó na garganta.

Os temas abordados como violência, estupro, sequestro estão presentes durante toda a narrativa então é preciso ter sangue frio para continuar a leitura. Por outro lado, há também lindas histórias de amizade, de amor e duas famílias incríveis que dá até vontade de conhecer.

Vick é narrado em 1ª pessoa o que nos permite sofrer, chorar, mas também torcer para que tudo dê certo no final. E que final!

– Eu tenho fantasmas Will, tenho medo, inseguranças,
mas não quero que elas atrapalhem nós dois. Não sei o que estou sentindo,
porque é muito diferente, só sei que não quero te perder.❞

Vick

A edição tem 178 páginas uma leitura rápida para alguns, mas devido aos temas demora um pouco mais para ser concluída. As folhas são amarelas o que torna a leitura mais agradável. E a capa faz jus à história dando aquela sensação de “prisão” que acompanhamos durante todo o enredo.

Esse foi o primeiro livro com cenas hot que li. Uma experiência diferente porém válida como sempre digo. Quem me acompanha a mais tempo sabe que meu gênero favorito é suspense. Acompanhar o processo de fuga e analisar o perfil psicológico do Ivan foram os pontos mais altos do livro.

Um dia, há dezoito anos, conheci uma menina linda de cabelinhos ruivos que me conquistou. Quando nós a perdemos, abriu um buraco no meu coração que não era preenchido por nada e nem ninguém.❞

As vezes é difícil transformar em palavras tudo aquilo que sentimos lendo uma obra. Vick é um livro forte, intenso e rende muitos tópicos para discussão. Só posso dizer uma coisa: LEIAM! Vale muito a pena conhecer Vick e Will. Obrigada Editora PL 🙂

Vocês já conheciam o livro? Tiveram experiência lendo histórias semelhantes? Para saber mais informações sobre os lançamentos da Editora PL siga pelo instagram @editora.pl. Ah, e não esquece de deixar seu comentário hein =^.^=

Leia também: Resenha É do babado Evelyn Regly

Até o próximo post! Érika 

Acompanhe também nas redes sociais:
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest ♡ G+

Erika Monteiro
Post escrito por Erika Monteiro

Descobri desde cedo quão incrível é o universo dos filmes, séries, livros e todo esse mundinho geek. Criei esse espaço para compartilhar experiências e trocar ideias.
Loading Facebook Comments ...

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Ana Caroline Santos

    2 de novembro de 2018

    Olá, tudo bem? Gosto bastante de histórias que nos fazem pensar, debater e que são fortes. Não conhecia o autor, nem seu livro, mas fiquei bem curiosa por causa da sua resenha. Cenas de violências muito forte me assustam um pouco, porém tenho curiosidade suficiente sobre a temática para tentar ler. Adorei a resenha!
    Beijos,

  2. Andressa Souza

    28 de outubro de 2018

    Oii, sou nova aqui, amei seu blog. Apaixonada no seu layout !!
    Beijos linda, muito sucesso pra ti !!

  3. Kenia Candido

    22 de outubro de 2018

    Oi Erika.
    Eu não conhecia este livro e pela sua resenha a história é bem forte. Estou bem curiosa para lê-lo justamente por causa dos temas abordados. Vou adicionar na minha lista de desejados. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica. Quero muito lê-lo.

    Bjos

  4. cris

    21 de outubro de 2018

    Oi Erika tudo bem? Não conhecia esse livro ainda, pela sua resenha deu para perceber que é bem polêmico, uma mente doentia relacionado a estupro, e mexendo com o psicológico, nossa vou me preparar pois quero ler e saber o final do livro, fiquei curiosa, parabéns pela resenha foi bem objetiva e me instigou muito a ler, obrigado pela dica, bjs!

  5. Monique

    21 de outubro de 2018

    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas achei muito interessante a história, apesar de não ser um estilo que leio com frequência. Adorei a indicação!

  6. Joana Darc

    19 de outubro de 2018

    oi!
    Que dica maravilhosa 😀 eu adorei parece ser bem interessante. Fiquei curiosa 😉

  7. Renata Dias Borges

    19 de outubro de 2018

    Oi Érika!
    Eu mal comecei a ler a resenha e já senti que seria uma leitura que eu iria querer experimentar, tenho uma coisa que gosto muito de histórias com apenas uma palavra a lhes nomear. Gosto de livros que abordem temas marcantes assim e a narrativa em primeira pessoa, como você destacou, deixa tudo diferente, aproxima muito o leitor do drama que está se passando.
    Adorei a estética desse livro e, claro, arrasou na resenha! <3
    xoxo

  8. Alécia Magalhães

    19 de outubro de 2018

    A história é realmente curiosa, a temática é forte
    Gostei bastante