22 de novembro de 2021

A maleta da sra. Sinclair, publicado pela Editora Planeta, foi uma leitura leve e deliciosa de fazer, intercalando épocas sem confundir e com trechos que são verdadeiras declarações de amor aos livros. Eu quis marcar o livro inteiro com post-its!

O livro se alterna entre duas épocas, 1940 e 2010, contando as histórias de Dorothea e Roberta, avó e neta.

Roberta

Roberta é uma jovem na casa dos 30 anos que trabalha como vendedora na livraria Old & New. Ela vive de forma solitária e é uma colecionadora de livros, além de uma leitora voraz. Roberta vê nos livros mais do que as histórias que eles contam, ela enxerga as histórias de quem escreveu e de quem já leu aquele livro (quando se trata de livros de segunda mão que sempre passam pela livraria).

Ela procura nesses livros, e ama quando encontra, bilhetes, fotos e outras coisas no meio dos livros. Então, Roberta tem uma pequena coleção de itens que contam histórias.

Certo dia, o pai de Roberta entrega a ela uma maleta que pertenceu a sua avó, Dorothea. Dentro dessa maleta Roberta encontra uma carta que a deixa muito curiosa sobre a história de sua avó e de sua família.

A maleta da sra. Sinclair
Dorothea

Temos então a história de Dorothea se desenrolando em um ponto de vista paralelo. Dorothea é uma jovem que casou esperando uma grande felicidade, mas passa os dias em casa, lavando, limpando e cozinhando.

Seu maior desejo era ter um filho, mas após alguns abortos essa expectativa se tornou uma dor. Dorothea agora se vê infeliz no casamento e também sozinha desde que seu marido partiu para a guerra.

Um dia, de repente, ela vê um avião de guerra caindo próximo à sua casa e corre até lá. Sua intenção era, de alguma forma, dar fim à sua angústia, mas sai com apenas alguns ferimentos.

Dias depois, Jan, um piloto polonês aparece em sua porta para agradecê-la por tentar salvar seu companheiro na queda do avião (é isso que todos acham que ela foi fazer).

Depois desse encontro por acaso, Dorothea, que não sabe se seu marido está vivo ou se irá voltar da guerra, acaba se apaixonando. Bom, basta dizer que a carta que Roberta encontrou tantos anos depois foi escrita por esse Jan.

A maleta da sra. Sinclair
Uma leitura capaz de transportar o leitor

Lá no início eu disse que essa foi uma leitura leve e gostosa, bem diferente do que eu normalmente leio (rsrs). E foi uma bela mudança para mim.

A autora escreve de uma forma tão envolvente que consegui me sentir sentada na cozinha de Dorothea tomando um café enquanto ela tricotava e depois me senti tocando nas prateleiras da Old & New observando Roberta trabalhar.

A história em si não tem grandes reviravoltas e acontecimentos, lá pelo meio do livro já temos uma ideia do que vai acontecer, mas mesmo assim vale a pena a leitura.

Uma história real e envolvente

Um dos motivos para a leitura ser tão envolvente é o quanto as personagens são convincentes e reais, até mesmo nos defeitos e erros.

Cada vez que Jan saía eu conseguia sentir a tristeza da Dorothea. Quando ela ficava esperando pela próxima visita eu também ficava esperançosa junto com ela.

E com a Roberta eu me via no carinho que ela tem pelos livros e no jeito introspectivo dela. Mas ela também me causou muita irritação com a forma passiva de aceitar certas situações que acontecem e a prejudicam.

O final, de certa forma, foi surpreendente por não ser exatamente o que eu esperava, mas foi convincente e real.

Em resumo, esse é um excelente livro que eu recomendo para uma tarde leve, acompanhada de um café ou chá (chocolate quente também é bom e combina muito).

Leia também: Você, Caroline Kepnes

Informações sobre A maleta da sra. Sinclair

Autora: Louise Walters
Tradutora: Fátima Pinho
Editora: Planeta / Essência
Título original: Mrs. Sinclair’s suitcase
Ano de lançamento: 2015
Páginas: 349

Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre A maleta da sra. Sinclair, até a próxima!

Beijos, Carol 🙂

Post escrito por Carol Cavalcanti

Apaixonada por palavras, histórias e papel. Amo falar sobre criatividade, coisas que me inspiram e boas conversas que sempre rendem novas histórias.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Gisele

    9 de janeiro de 2022

    Oi Erika, tudo bem ?
    Achei bem interessante termos estas duas linhas do tempo e de duas personagens diferentes , de épocas diferentes.
    Me chama bastante atenção. É uma temática que gosto bastante , anotei a dica.

  2. Open Kloset By Karina

    19 de dezembro de 2021

    Olá Erika, tudo bem?
    Adorei a sua resenha, incrível!
    Estou muito curiosa pra ler 🙂
    Obrigada!!!
    Bjs Karina
    Boas Festas

  3. Cidália

    10 de dezembro de 2021

    Olá Èrika,
    Enquanto lia a resenha fui me interessando mais e mais pelo livro. Me imaginei lendo-o, sentada no jardim, numa tarde de sábado. Quero saber mais sobre a Roberta e a Dorothea e o desfecho de ambas. Obrigada pela indicação.
    Bjs!

  4. Alice Martins

    1 de dezembro de 2021

    Olá Carol, tudo bem?

    Eu amo esses livros onde nos sentimos tão próximos da história, como se estivéssemos ouvindo do próprio personagem. Eu sou apaixonada por obras que envolvam guerras, pois gosto de ver como as pessoas reagem a isso. Saber que quis marcar a história inteira com post-it e que é uma leitura leve e envolvente, já me deixa mais ansiosa. Dica anotada!

  5. Joana Darc

    26 de novembro de 2021

    Oi! Eu adorei a sugestão de leitura 📚 a história é bem interessante, já quero ler…

  6. Patricia

    26 de novembro de 2021

    Adorei muito, amei a abordagem da história! 🙂

  7. Julianna Magdalena Terra da Silva

    26 de novembro de 2021

    Adorei a resenha e já está no meu radar para ler com certeza! Um livro repleto de personalidade. Amei!

  8. Minda

    26 de novembro de 2021

    De cara já me interessei pelo livro, gostei da história, a capa e o título já aguçaram a minha vontade de ler o livro, sim, eu sou dessas que as vezes compra pela capa ou título, quando leio a resenha a vontade aumenta!

  9. Caroline Silva

    26 de novembro de 2021

    Legal, gosto quando a obra tem personagens principais femininas e que transitam por tempos diferentes, acho super interessante explorar essa temática.

  10. simeia silva

    25 de novembro de 2021

    Que capa mais linda! Não conhecia esse livro ainda e fiquei bem curiosa para saber o que aconteceu na vida de Dorothea e da história dela com Jan. Amo leituras leves e a muito ando precisando de uma assim.

  11. Relíquias da Lara

    25 de novembro de 2021

    Oi Érika, tudo bem??
    Esses livros que nos envolvem com os personagens são maravilhosos né? É ótimo sentir essa conexão com as personagens, pois assim a história flui naturalmente e fica ainda mais interessante. 😀

  12. Andrea

    25 de novembro de 2021

    Adoro livros com personagens que amam livros, e pela tua resenha ele é do tipo que abraça o leitor. Mais um para a famosa lista de livros para ler.

  13. Open Kloset By Karina

    25 de novembro de 2021

    Olá Erika, tudo bem?
    Gostei muito da sua indicação de livro, muito obrigada 🙂
    Super curiosa pra ler…
    Bjs Karina

  14. Mulher Virtuosa By Vany

    24 de novembro de 2021

    Muito boa esse paralelo entre duas épocas. Com certeza uma leitura que nos transporta e envolve como vc bem disse. Gostei da indicação!

  15. Lucimar da Silva Moreira

    24 de novembro de 2021

    É uma história realmente leve e emocionante, gosto muito de histórias que se alterna em épocas, a história fica mais empolgante, gostei muito da sua indicação de livro, bjs.