2 de agosto de 2019

Oie, tudo bem por aí? Como está o frio na cidade de vocês? Aqui em Santa Catarina cada dia faz mais frio. Bom mesmo é ficar debaixo das cobertas assistindo Netflix concordam? A série de hoje é a tailandesa Girl from nowhere que traz à tona temas como bullying, abuso de autoridade, gravidez na adolescência e outros assuntos que permeiam o dia a dia nas escolas.

Girl from nowhere, ou Garota de fora em português, conta a história de Nanno uma aluna inteligente, esperta mas ao mesmo tempo tão estranha que não passa despercebida dos demais alunos. A cada episódio Nanno está num colégio diferente e expõe situações vividas por diversos alunos ao redor do mundo.

Girl from nowhere
A história

No primeiro episódio Nanno chega à nova escola e coincide com o pedido de um dos professores para criar um vídeo institucional divulgando as atividades do colégio. Ela sabe ioga então se oferece. No intervalo descobre que uma aluna de sua classe está grávida e quer abortar. Depois dos ensaios o professor se insinua para Nanno e começa a beijá-la. Forçando-a a manter relações com ele. O professor filma tudo e chantageia Nanno.

É engraçado como algumas pessoas pensam que humanos como nós são animais nobres, inerentemente bons… e se recusam a acreditar que temos um lado imundo dentro de nós.”

No episódio seguinte acompanhamos Nanno sendo maltratada porque o jogador do time de basquete gosta dela e não de outra menina. Então um grupo se junta para se vingar dela. Eles não aceitam que ela tenha personalidade própria e não goste dele. Então organizam uma festa para embebedá-la e o garoto levá-la para a cama.

Girl from nowhere
A INVEJA

O terceiro episódio traz diversos temas. A inveja, a apropriação do trabalho alheio, conivência da instituição de ensino, indiferença dos colegas, e como as pessoas fecham os olhos para tantas coisas erradas. É certo roubar o trabalho de outra pessoa e ser premiado por isso? Esse é o questionamento que fica ao final desse episódio.

Todos nós já ouvimos incontáveis desculpas neste lindo mundo. Se cometemos um erro, pedimos desculpa. Mesmo assim, continuamos errando. Vai ver… a gente já pede desculpas pensando nos erros futuros.”

Girl from nowhere

O que estamos dispostos a fazer para sermos aceitos em determinado grupo? Roupas, acessórios, viagens, quanto vale uma vida de aparências? Nesse episódio acompanhamos um dos alunos que mora numa casa humilde mas sempre diz aos amigos que mora numa mansão com piscina, empregados e tem muito dinheiro. Até o dia em que Nanno sugere que façam uma festa em sua casa. Como ele resolverá essa situação? Contará a verdade ou manterá a mentira de que é rico?

Girl from nowhere
CLEPTOMANIA, BULLYING E APARÊNCIAS

Outro episódio traz como tema a cleptomania. Como alunos mesmo sendo ricos sentem prazer em roubar pequenos objetos e até coisas sem valor? Como isso influencia suas famílias? Me fez lembrar das atrizes Winona Ryder e Lindsay Lohan que mesmo tendo tudo também sofrem com essa doença.

No décimo episódio o tema é beleza. Nas escolas há sempre os populares, os bonitos, os ricos, e boa aparência conta bastante algumas vezes. A que estamos dispostos para fazer parte desse grupo? Qualquer coisa vale a pena?

A luz sempre brilhará sobre os gênios ou sobre aqueles mais especiais que os outros. Ela nunca brilhará sobre os fracassados.”

Bullying. Ideias roubadas. Aparências. Abuso de poder. Gravidez na adolescência. Temas atemporais. Um misto de situações presente na vida de muitos adolescentes. E como eles reagem a isso? Nanno nos mostra como episódio após episódio.

Girl from nowhere
Minha opinião

Depois de assistir o segundo episódio cheguei a pensar que era uma série de terror. Mas fui pesquisar sobre a série e descobri que Girl from nowhere é baseada em fatos reais e cada episódio conta a história de uma “vítima” totalizando treze mulheres.

Bons artistas copiam, grandes artistas roubam. (Pablo Picasso)

Além disso, a série questiona também o sistema de ensino. As escolas, os professores, e apesar da evolução da internet, da medicina e muitas outras áreas, a educação permanece a mesma.

Girl from nowhere

Foi uma experiência incrível tanto pelos questionamentos, pela cultura, quanto pelo idioma. Foi a primeira série tailandesa que assisti e gostei bastante. Espero assistir outras em breve.

E vocês, já conheciam a Nanno? Já ouviram falar ou assistiram Girl from nowhere? Já passaram por alguma dessas situações? Ou sofreu bullying? Conhece alguém que foi vítima? Deixe seu comentário 🙂

Leia também: Typewriter série indiana estreia no Netflix

Até o próximo post, Érika ♡

Nos acompanhe nas redes sociais:
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest

Erika Monteiro
Post escrito por Erika Monteiro

Descobri desde cedo quão incrível é o universo dos filmes, séries, livros e todo esse mundinho geek. Criei esse espaço para compartilhar experiências e trocar ideias.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Avatar

    Rafaella Viegas

    15 de outubro de 2019

    Oiii tudo bem???
    Não consigo gostar muito dessa febre de coreano e japonês, realmente não gosto.
    A serie parece ate legal, mas veria se não fosse oriental, confundo os personagens, acho tudo parecido kkk.
    Mas adorei conhecer.
    Bjus Rafa

  2. Avatar

    Rafaella Viegas

    1 de setembro de 2019

    Oiii tudo bem???

    Não conhecia essa série e me lembrou um pouco o livro garota traduzida.
    Não curto muito séries tailandesas, chinesas, nem japonesas. E acredito que devo assistir.
    Mas adorei seu post.
    Bjus Rafa

  3. Joanice Oliveira

    Joanice Oliveira

    22 de agosto de 2019

    Olá <3

    Já fiquei apaixonada pela série somente por ler no seu comentário sobre a estagnação da educação pelo mundo.
    Desenvolve-se as tecnologias, mas a parte social e educacional é arcaica e segregaria, o que causa problemas de ordem emocional, psicológica e social.
    Dica super anotada.

    Beijos

  4. Beatriz Andrade

    Beatriz Andrade

    22 de agosto de 2019

    Parece ser uma ótima série, eu ainda não conhecia e fiquei bem curiosa. A série aborda assuntos muito atuais e de importância, quero poder assistir também.

  5. Ana Cláudia de Angelo

    Ana Cláudia de Angelo

    22 de agosto de 2019

    Oi, Erika! Não conhecia essa série, mas os temas abordados me fizeram lembrar um pouco (só um cadinho!) de “13 reasons why”.Mas justamente por tratar de sistemas educacionais, e tudo que os envolve no meio adolescente, ali no caso, e que geram tantas polêmicas e questionamentos! Amei a dica! Grande beijo!

  6. Karina Rodrigues

    Karina Rodrigues

    22 de agosto de 2019

    Nossa, eu sou a louca das séries e não conhecia! Apesar de não estar muito por dentro dos doramas, adorei a indicação e vou procurar.

  7. Raphael Martins

    Raphael Martins

    22 de agosto de 2019

    Confesso que sempre fico irritado quando vejo cenas de bullying em séries e filmes, mesmo sendo coisas fictícias. Porque tem gente desagradável assim na vida real também, né.

    Eu já sofri bullying e às vezes é difícil para mim assistir esse tipo de coisa, mas vou colocar na minha lista. Quem sabe um dia 😉

  8. Michelle Russo

    Michelle Russo

    22 de agosto de 2019

    Olá a série é novidade para mim, porém gostei muito da abordagem e temática da produção fiquei curiosa para assistir e ter minhas próprias conclusões dicas anotada!

  9. Luara Melchor

    Luara Melchor

    22 de agosto de 2019

    Aaaaah que arraso essa indicação, Doramas por si só já são legais mas com temáticas assim se tornam muito mais interessantes! Adorei mesmo.

  10. Lucas Buchinger

    Lucas Buchinger

    22 de agosto de 2019

    Sempre quis assistir séries desse estilo… doramas… só não sabia por qual começar. Esse post me ajudou muito! Obrigado
    Beijos. 🙂

  11. Luana Viana Gomes

    Luana Viana Gomes

    22 de agosto de 2019

    Esses tipos de narrativa são bem comuns na cultura asiática porque bullying/assédio/violência escolar e suicídio são temas que dominam as escolas desde décadas atrás e ainda hoje não são bem tratadas. Precisamos sempre trazer à tona e debater esses problemas.

  12. Gustavo Cabral Barberá

    Gustavo Cabral Barberá

    22 de agosto de 2019

    Esse Dorama é bem realista em relação a essa problemática que está presente entre os jovens. Fiquei interessado em assistir e irei procurar na Netflix.

  13. Tita GoldandBeauty

    Tita GoldandBeauty

    22 de agosto de 2019

    Não conheço a série, mas concordo que são temas muito atuais que devem ser repisados para sensibilizar a comunidade para o impacto que têm na vida real das pessoas. O facto de se basear em acontecimentos verídicos só lhe dá maior credibilidade.

  14. Alice Duarte

    Alice Duarte

    22 de agosto de 2019

    Oiii Erika,

    Não sabia que essa série era baseada em fatos reais, assustador. Eu tb cheguei a pensar que fosse terror ou pelo menos um suspense daqueles mais fortes. Eu quero conferir a série assim que tiver um tempinho extra, acho interessante.

    Beijos, Alice Duarte

  15. Karini Couto

    Karini Couto

    22 de agosto de 2019

    Tudo bem? Não conhecia a série e me parece ter uma premissa que acho interesse e importante. Tenho filhos em idade escolar e mesmo com tantas observações e campanhas contra o bullying, ainda é algo bem presente nas escolas.

  16. Leituraromancecafe Ale

    Leituraromancecafe Ale

    22 de agosto de 2019

    Eu também amo quando posso mergulhar numa nova cultura. Tenha certeza que essa indicação já ficou anotada para as próximas séries. Gostei muito da forma que você postou deixando bem claro o resumo de cada episódio combinando com as imagens.
    *Tenha 😁 anotei a dica.

  17. Larissa Santos

    Larissa Santos

    22 de agosto de 2019

    Eu tenho o costume de assistir à doramas e esse inclusive está na minha lista do Netflix porém eu ainda não tive coragem de assistir. Inclusive eu não sabia que essa era a sinopse da obra. Agora estou um pouco receosa de assistir porque sei que vai mexer comigo, principalmente ao saber que são baseados em fatos reais. Espero que ele sirva como uma forma de conscientização para que as pessoas não criem mais “Nannos” e parem de fazer essas coisas horríveis. Gostei mto da indicação.

    Abraço,

  18. Avatar

    Debyh

    16 de agosto de 2019

    Olá,
    Não é o tipo de série que vejo, porque já vi muitas assim asiáticas então meio que enjoei um pouco. É uma realidade bem nua e crua este tipo de série, é bom para quem nunca viu algo assim voltado a adolescente.

  19. Avatar

    Ana Caroline Santos

    14 de agosto de 2019

    Olá, tudo bem? Estou assistindo minha primeira série tailandesa agora, e já estou querendo descobrir mais por ai. Sua dica veio a calhar na hora certa, além de trazer um assunto de extrema importância atual que é o bullying. Gostei de ver como a história é trabalhada, e fiquei super curiosa. Já quero assistir!
    Beijos,
    Leituras Diárias

  20. Avatar

    Liv | Resenhas Caóticas

    12 de agosto de 2019

    Não conhecia a série, achei bastante pesada, mas os temas bastante interessantes também. Acho que são temas bastante delicados, mas tem que ser trabalhado bem. Também achei muito legal ser uma série tailandesa porque eu não sei nada desse país, então seria uma forma de conhecer mais essa cultura. Vou deixar anotado a dica, parabéns pela resenha!

  21. Avatar

    Joyce

    12 de agosto de 2019

    Nunca assisti nenhuma série tailandesa, mas já gostei muito da sua indicação. Sou dessas que amo conhecer cultura nova. Sim, eu já sofri muito bullying na minha infância e adolescência e é horrível. Vou procurar essa série para assistir, esse tema é muito importante e bullying é algo que não para, principalmente nas escolas. Bjusss e bom domingo.

  22. Avatar

    Debora Sapphire

    11 de agosto de 2019

    Eu nunca tinha lido nada a respeito dessa série tailandesa. Achei super importante os temas que a série aborda, mesmo sendo muito difíceis para quem isso é realidade, se falar a respeito. Vemos muitos passando por isso, ainda hoje. Por isso, vejo a importância de não se fingir que isso não acontece, mas se deve expor. Só assim mudanças podem ser feitas e pessoas ajudadas e alertadas. Muito interessante esse enredo a série. Parece ser muito boa. Obrigada pela indicação!

  23. Avatar

    Hanna Carolina Lins de Paiva

    11 de agosto de 2019

    Eu não sei se teria estômago para assistir essa série. Já me senti com raiva dos personagens só de ler os resumos dos episódios. Eu sofri bullying durante o Ensino Fundamental e foi terrível. Não desejo isso para ninguém, viu?
    Bjks!

  24. Avatar

    Ana Caroline Lima Espindula

    11 de agosto de 2019

    Olá, Érika.

    Eu já vi um pouco dessa série em um site, mas não sabia a profundidade de cada episódio. Confesso que tanto o primeiro, quanto o segundo me deixaram enojada.
    Sabendo que são histórias reais, da uma visão diferente a série, mesmo sendo pesado, foi bom saber que deram voz a algumas mulheres!

  25. Avatar

    Aruom Fenix

    10 de agosto de 2019

    Parece ser uma serie totalmente engajada !!! Nunca tinha ouvido falar, mas essa parte da experiencia real de contar historias de 13 mulheres que parece por situações tão traumáticas, da voz a varias outras que podem ter passado pelas mesmas coisas mas estão silenciadas!
    Adorei a dica de serie,
    Bjs Aruom Fenix
    Blog: leiturasdearuom.blogspot.com

  26. Avatar

    Yelloobow

    9 de agosto de 2019

    É uma ótica dica sendo baseada em fatos reais. Séries são a fonte mais utilizada ultimamente para mostrar aos jovens sobre a atualidade, pena que algumas não passam ideais reais (13 Reasons Why, que eu diga). Pela sinopse e imagens, não sei, parece algo pesado, mas quem sabe eu tire um tempinho para ver.