Luzes do Leste

Luzes do Leste: As Luzes Mais Bonitas do Mundo

Oi, gente! Como estão? Recentemente li Luzes do Leste, o segundo volume da série Bússola, escrito pela maravilhosa Brittainy Cherry. A série ainda é composta pelos já lançados livros Tempestades do Sul e Ondas do Oeste, todos publicados pela Galera Record.

(Juro, preparem o lencinho!)

“Não existem luzes no mundo tão bonitas quanto as luzes do Leste.”

O livro conta a história de Aaliyah, uma garota que nunca conheceu seus pais e cresceu sem amor e com medo de abandono. Isso a faz se apegar as pessoas ao seu redor com muita facilidade, mesmo que essas mesmas pessoas não a tratem como ela merece (entenda que as pessoas a tratam MUITO MAL).

Por outro lado, Connor ajudou sua mãe na batalha contra o câncer durante muitos anos e por isso cresceu com medo da morte. Não tanto com o medo da sua própria morte, mas a das pessoas que ele ama. Por essa razão, ao contrário de Aaliyah, ele não costuma ter um apego emocional com ninguém, porque tem medo de se machucar (entenda que ele NUNCA namorou).

Quando Connor e Aaliyah se conhecem, estabelecem um vínculo em poucas horas, combinando que seriam capazes de se apaixonarem em apenas uma única noite. Quando a noite mágica chega ao fim e a luz do sol desponta no horizonte, é hora de dar adeus e torcer para se encontrarem novamente.

O que acontece.

Dois anos depois, um encontro inusitado, Deus, o destino, a coincidência, o que quiser chamar, coloca os dois juntos novamente, mas tem um problema: Connor ainda tem medo de amar e Aaliyah está noiva.

Luzes do Leste

“ — Toc, toc.
— Quem é?
— A pessoa por quem você vai se apaixonar.
— Quem?
— Eu.”

PERSONAGENS INTENSOS

Os protagonistas desse livro são intensos e previsíveis, mas não de um jeito ruim. A Aaliyah, por ser carente, cai em uma cilada que todos podemos prever, e o Connor, por querer ajudar todo mundo, oferece uma solução que, novamente, já estávamos esperando dele.

A Aaliyah é bondosa, magnética, gentil e tem um grande segredo. Ela esconde que censurado (é, desculpe, você vai precisar ler para saber). Um segredo tão pesado e intenso que ela só esconde porque sabe que é a única coisa que pode fazer o Connor se afastar dela.

“Amar uma vez é melhor do que não amar nunca”

O Connor é bobo, engraçado, a-do-ra contar piadas de tiozão e tem um lado ingênuo, mas eu gosto de acreditar que ele prefere enxergar o lado bom das pessoas, simplesmente porque é assim que ele é. E quando descobre que a pessoa não é quem diz ser, ele não é do tipo que ataca, tipo:

— EU CONFIEI EM VOCÊ, SAIA DA MINHA VIDA AGORA MESMO!

Ele é mais do tipo que vai dar um suspiro e pensar “Que pena, eu achei que estava certo.”

Porque ele é bom. E gentil. Decente. Animado. Caloroso. (ELE TAMBÉM É TIKTOKER!!!) Essas características elevaram o Connor para o topo do meu pódio Melhores Protagonistas Masculinos (sim, melhor que Atlas Corrigan BELIEVE ME), justamente por ser tão diferente da maioria dos protagonistas da Brittainy. Acho que a personalidade animada e calorosa deu uma leveza para o enredo, e transformou o livro, que tinha de tudo para ser um caos cheio de desgraça, em algo bem mais leve.

Te amo, Connor.

Luzes do Leste

“Eu também sabia que era possível fazer você se apaixonar por si mesma outra vez. Porque esse tipo de amor não morre.”

QUÍMICA

Sim, temos química.
Temos um casal bem desenvolvido.
E, temos diálogos fofos que fazem a gente dar um gritinho e sorrir de orelha a orelha só torcendo pelo romance.

Trata-se de um fast burn tanto da primeira quanto da segunda vez que eles se encontram, mas isso é totalmente justificado no contexto do livro. Além disso, a amizade e a parceria deles fazem o romance fazer sentido. A gente que está lendo chega a pensar “Caraca, não, eles não podem ser só melhoras amigos, OLHA ESSA QUÍMICA!” (mas nada a ver com a Rachel e o Joey em Friends, aquilo foi um delírio coletivo, ok?)

Os pontos de vistas são alternados, então conseguimos ler a história tanto do ponto de vista do Connor quanto do ponto de vista da Aaliyah, e eu simplesmente AMOO livros com dois pontos de vista, dá para ter mais visibilidade da história e saber como os dois protagonistas se sentem.

“Eu pensava que a vida seria melhor se o amor não existisse, porque, se o amor não fosse real, corações não seriam partidos.”

Brittainy Cherry

ENREDO

O enredo não foi tão fácil de entender, porque várias coisas acontecem ao mesmo tempo. É um livro com uma janela de tempo bem longa, então se passam anos dentro da história. Com isso eu quero dizer que não tem um começo, meio e fim muito bem definido, porém isso se deve ao fato de que o livro tem vários conflitos e não por falta de habilidade da autora.

Apenas disso, as tramas foram muito bem amarradas, os conflitos foram muito bem resolvidos e, lá no final, quando achei que iria escapar ilesa, as lágrimas vieram. Chorei de soluçar (e depois fui contar a história do livro para a minha mãe e chorei de novo. E nem estava mais lendo.)

O plot twist do livro foi muito bom, porém foi movido pelas ações dos protagonistas, o que quer dizer que também foi muito previsível. (Lembra? O segredo que a Aaliyah estava escondendo e tal? Meio que explodiu na cara dela).

!!!!!!MAS A PARTE BOA!!!!!!

É que, como tem mais de um conflito, também tem mais de um plot twist. E o segundo me deixou de boca aberta. Até arrepiei.

“É muito melhor lidar com verdades feias do que nadar em mentiras bonitas.”

ME APAIXONEI PELO LIVRO

Diferente do primeiro livro da série, Luzes do Leste é mais leve e mais pessoal. É mais sobre amor, tempo, medos e incertezas. E também sobre confiar nas pessoas e se encontrar dentro de si mesmo.

Stranger to lovers maravilhoso, com um found family que me fez querer morar no livro, Luzes do Leste me conquistou como eu já sabia que faria. Os capítulos são curtos, a escrita é impecável e já se tornou um dos meus favoritos da autora (mas dificilmente algum livro vai ocupar o lugar de Eleanor & Grey!).

“Ele era as luzes do Leste que me iluminavam intensamente por breves períodos, me fazendo lembrar que eu não estava sozinha.”

Leiam Luzes do Leste se quiserem um casal fofo e com traumas de vida leves (se não tiver um pouco de drama, não é a Brittainy) para se apaixonarem por eles junto comigo! Ai, já estou ansiosa para ler Ondas do Oeste surtos

Espero que gostem de Luzes do Leste e aproveitem para conferir os outros livros da Galera Record (especialmente Tempestades do Sul!).

Até a próxima!
Beijinhos, Lorh!

Posts Similares

6 Comentários

  1. Olá, tudo bem?

    Eu gosto bastante de quando se passam bastante anos dentro da história, porque acompanhar várias fases é interessante. Vejo muitas pessoas falando muito bem desse livro, então minha vontade de conhecer é grande. Adorei conferir mais de sua opinião! Arrasou!

    Beijos!

  2. Caramba, é um combo, né? hehehehe. .. O que mais me chamou a atenção foi o fato dos personagens serem intensos, eu gosto disso, ler sobre pessoas sem personalidade bem definida me dá nos nervos. bjks

  3. Oi! Eu adorei a sugestão 🙂 a historia é bem interessante. Ainda não li nada da autora….

  4. O livro parece ser intenso mesmo e apaixonante, não conhecia essa obra. Obrigada por mais uma dica de leitura com uma resenha tão completa 😉

  5. Ah, Erika!
    Eu ficou com um pé atrás dos livros que faz tanto sucesso no Tik Tok, mas vou admitir, sua resenha despertou minha curiosidade. Vou ter que ler este livro logo, porque estou com muita curiosidade de descobrir o segredo da Aaliyah e também quero saber mais sobre estes conflitos bem desenvolvidos que os personagens passam. Vou arriscar.

    Bjos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *