5 dicas para incentivar a leitura na infância

Oie, tudo bem com vocês? Já voltaram à rotina? Por aqui as coisas andam bem corridas. Ansiosa pelo verão… quem mais? (risos) Já comentei algumas vezes o quanto minha sobrinha AMA ler. Tanto que toda data especial dou livros de presente. Me perguntaram como ela adquiriu o hábito da leitura então vim falar um pouco sobre isso.

Lembro de crescer rodeada de livros desde que era bem pequena. Com uns 5 anos minha avó já comprava os gibis da Turma da Mônica (meus favoritos por sinal). Minha mãe sempre gostou muito de ler tanto que vivia na biblioteca do colégio. Com uns 8/9 anos lembro de já ter uma “mini-biblioteca”.

Um que me marcou bastante foi A princesa e a ervilha. Recentemente assisti a adaptação dessa história na série Os melhores contos de Grimm e achei incrível algo que tanto me marcou ganhar vida diante dos meus olhos. A produção é alemã está sendo exibida pelo canal Mais Globosat (aliás, se não assistem esse canal dêem uma chance é muito bom). 😉

Leitura
A leitura na minha infância

Com uns 14/15 anos conheci Paulo Coelho, Sidney Sheldon, Ágatha Christie, Marcos Rey e muitos autores que admiro até hoje. Toda essa “bagagem” literária me fez querer transmitir às pessoas esse gosto pela leitura. Quando minha sobrinha nasceu eu fazia faculdade se não me engano. Ela cresceu me vendo em meio aos livros.

Conforme os anos foram passando e ela aprendeu a ler ao invés de bonecas, brinquedos ou maquiagem, optava sempre por livros. Apresentei a ela Bruna Vieira, Paula Pimenta, Nicholas Sparks, John Green, Douglas Adams e muitos outros. Hoje ela já escolhe as próprias leituras.

As vezes alguns seguidores comentam que seus filhos preferem videogame, Netflix, mexer no celular, ou até não gostam de ler. Então achei legal compartilhar algumas dicas para incentivar os pequenos a gostarem de ler desde cedo.

Infância
Seja um exemplo

As crianças são suscetíveis a exemplos. Sejam eles bons ou ruins. Elas tendem a “copiar” tudo que veem. Quando a mãe passa perfume, usa maquiagem, põe salto alto, se enfeita para sair, aos poucos a menina irá copiá-la. O ato de “copiar” funciona quase de forma automática. A criança vê, quer fazer igual. Com a leitura funciona da mesma forma.

Crie um momento de leitura

Uma infância saudável é aquela em que os pais determinam limites, impõe horários, regras, e ensina a criança a ter responsabilidades. Dessa forma ela aprende arrumar a cama, escovar os dentes, almoçar/jantar com os talheres, também é possível criar um momento para a leitura. 30-40 minutos por dia podem ser suficientes para criar um novo hábito.

Dê livros de presente

Quem não gosta de ganhar livros de presente? Essa dica usei bastante com minha sobrinha. Até hoje, seja aniversário, Natal ou qualquer outra data especial aproveito para dar livros. Apesar de novinha ela já tem uma mini estante e sente o maior orgulho. Ainda penso em dar uma estante grande parecida com a minha. Assim ela terá onde guardar os livros no futuro.

Livros infantis
Visite livrarias/bibliotecas

Outra coisa que minha sobrinha AMA de verdade é passear no shopping e ir à livraria. Ela usa como “desculpa” para comprar novos livros haha bem espertinha concordam? O bom de levá-la é que ela passeia, conhece novos livros, novos autores, e até escolhe as próximas leituras. Acho um exercício válido para inserir qualquer criança nesse universo.

Incentive gêneros diferentes

Muitas vezes acontece da criança não se identificar com determinado gênero e já pensar “não gosto de ler”. É interessante os pais identificarem isso e sugerir outros gêneros. Ou ainda começar apresentando gibis que são coloridos, tem personagens divertidos e são mais fáceis de ler. É difícil uma criança não se divertir lendo gibis concordam? Ainda hoje tenho alguns da Turma da Mônica e quando sinto saudade dou uma lida para relembrar.

Livros infantis

Além disso, os pais podem dividir o tempo entre TV e livros, podem criar um ambiente de leitura para receber os coleguinhas, podem ler uma história antes de dormir, podem conversar com a criança sobre suas impressões após a leitura, há várias maneiras de fazer a criança se interessar pelos livros. É questão de tempo e paciência.

Agora me contem, vocês foram incentivados a ler desde criança? Quem lhes apresentou os livros? Quem teve a maior influência quando o assunto é leitura? Qual seu gênero favorito?

Vocês conhecem a Todo Livro? É um site onde encontramos a maior variedade em livros infantis. Sabe o que é melhor? Há vários filtros: idade, valor e popularidade. Não é incrível?

Leia também: Perigosa amizade – O começo

Até o próximo post, Érika ♡

Nos acompanhe nas redes sociais
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest

Deixe um comentário

13 Comments

  1. Avatar
    Ana Caroline Santos 25/10/2020 at 16:52

    Oi Erika, tudo bem? Eu devo admitir que a leitura apareceu tardiamente na minha vida, mais na adolescência pois minha família nunca buscou o incentivo. Nesse aspecto ele vindo mais pelo ambiente escolar, acabou que realmente fui me apaixonar pela literatura lá com 11/12 anos. Porém, ainda assim quero muito futuramente incentivar meus filhos (quando tiver) a ler, e por isso as dicas foram ótimas. Adorei a postagem e com certeza ela será de muita ajuda!
    Beijos

  2. Avatar
    Ana Paula Lima 25/10/2020 at 15:17

    Oii!

    Adorei as dicas, sempre que posso eu dou livros de presente e indico obras para as crianças que eu conheço. Aprendi a ler com a minha avó e até hoje eu tenho ela como exemplo. Quando eu era criança ela me levava pra trocar livros nas bancas de jornais e me dava um gibi. A primeira vez que eu consegui formar uma frase foi lendo um outdor com ela e desde então não parei mais…

    Adorei o post!

    Beijinhos,

    Ani

  3. Avatar
    Lauri Brandão 21/10/2020 at 15:33

    Oi Erika. 🙂
    Ganhei o hábito de ler dos meus pais, que são leitores assíduos de qualquer gênero, herdei dos dois esse hobby que tanto me deixa feliz. Lembro como se fosse hoje, eu ainda pequena, nos meus 15 anos, quando ganhei meu primeiro livro, e foi nada menos que os contos de William Shakespeare, que virou logo um dos meus autores favoritos, adquiri depois todas as obras dele, e desde então me firmei nos romances de época e higlanders, meu gênero favorito.
    Ler desde a infância é uma benção! Incentivar a leitura, seja em qualquer idade é um presente.
    Beijos.
    Manuscrito de Cabeceira

  4. Avatar
    Bianca Ribeiro 20/10/2020 at 15:48

    Oi Erika, tudo bem?
    Nossa, eu desde sempre fui incentivada pelo meu pai a ler. Ele sempre leu muito e tinha muitos livros em casa. Quando eu comecei a ter idade e me interessei, ele me levava na Nobel pra comprar livros, na época eu adorava Garotas da Rua Beacon, Diario de um banana, querido diário otário, capitão cueca! Que época boa. Mas antes disso, eles também assinavam um programa de gibis que chegavam em casa e eu amava. Hoje, como educadora, sempre procuro incitar isso nas crianças, esse habito de ler. Adorei suas dicas, valiosas!!

  5. Avatar
    CRIS 19/10/2020 at 08:16

    Oi Erika!
    Só tive incentivo a leitura na escola e foi a partir daí que comecei a pegar gosto e ler bastante, um livro que me marcou muito foi Cinderela, quando era pequena e depois mais adolescente foi o Lusíadas de Camões é meu livro de poesia mais querido. Leio todos os gêneros, mas tem aquele que leio mais que é Romance histórico e medieval.
    Sempre incentivei minha filha ler e agora por causa da maternidade lê menos, junto comigo levei o prazer a leitura minha irmã, meus sobrinhos e uma amiga, o meu maior prazer é incentivar outros a lerem. Parabéns pelo post, bjs!

  6. Avatar
    Maria Luíza Lelis 18/10/2020 at 21:34

    Oi, tudo bem?
    Eu amei as dicas. Sempre tive o hábito de ler, desde pequena, e acho que o que mais contribuiu para isso foi o incentivo dos meus pais lendo para mim e comprando livros. Lembro que mesmo quando eu não sabia ler, eles já compravam aqueles que são só com ilustração. Aí depois que aprendi a ler, ninguém me segurou mais hahaha.
    Beijos!

  7. Avatar
    Ana Caroline Santos 11/10/2020 at 16:29

    Olá, tudo bem? Ótimas dicas que trouxe. Eu fui muito influenciada a ler quando criança por conta da escola. Meus pais em casa não tem hábito nenhum de ler, e acabei tomando gosto pela experiência que tive com livros escolares. Por isso, adorei as dicas que trouxe sobre! Futuramente quero que meus filhos tenham o incentivo de ler, por mais que possa não gostar depois. O incentivo pelo menos irão ter. Ótima postagem!
    Beijos

  8. Avatar
    Carol Nery 06/10/2020 at 10:23

    Achei esse um amor de post. Sou mãe de dois garotos. Meu mais velho tem 7 anos e está no espectro autista. O mais novo faz 5 anos agora dia 08. E desde SEMPRE a gente os presenteia com livros. Nossa casa é uma verdadeira biblioteca, e eles amam e respeitam os livros. Acho que é importante ver os pais com os livros nas mãos, comprando, os recebendo, e tendo respeito por eles. A consciência dos meus meninos a respeito da literatura já é meio que formada.
    Agora, estamos na fase de alfabetização do caçula. Em breve ele poderá ter um contato diferenciado com as histórias. E, Erika, eu gostei muito da ideia do seu post. Ótimas ideias para quem deseja mostrar os caminhos dos livros aos pequenos.
    Eu fui influenciada e tendendo à repetição, por ver meu pai lendo. Desde HQs de heróis, à calhamaços.
    Grande beijo

  9. Avatar
    Valéria 04/10/2020 at 22:10

    Tbm aprendi a ler quando criança, com turma da Monica. Meus pais sempre me incentivaram desde pequena. Meus sobrinhos vão comigo a bienais é eventos literários, o mais velho não gosta mto, mas o menor adora pegar os livros, olhar as figuras.
    Cada criança tem um ritmo.

    Tschüss

  10. Avatar
    Debora Sapphire 04/10/2020 at 14:12

    Muito gratificante e satisfatório essa sua iniciativa em sempre procurar dar um livro de presente para a sua sobrinha, que gosta de ler, em alguma data especial. Eu também lembro de crescer rodeada de livros, então foi quase impossível não despertar a minha curiosa pela leitura desde criança. Lembro da minha mãe contando ou lendo histórias pra mim de livros infantis antes de eu ir dormir e eu gostava muito desses momentos. Portanto, essas dicas são eficientes, de verdade. O incentivo ao hábito e gosto pela leitura é essencial.

  11. Avatar
    Camille 03/10/2020 at 23:50

    Suas dicas fazem super sentido, Erika! E o melhor exemplo somos nós mesmos, tem uma tirinha italiana que tem uma mulher perguntando para outra como faz o filho dela ler. E a outra responde “Lendo!”. A diferença entre elas é que uma tava com um livro e outra, no celular. Amei todas as dicas! <3

  12. Avatar
    Letícia Guedes 03/10/2020 at 23:37

    Oioi! Com certeza, exemplo e hábito são as chaves. Quem me incentivou desde pequenininha foi a minha mãe. Até hoje tenho o livro de contos de fadas que ela lia pra mim antes de dormir. Depois dela, foi a minha escola, que desde sempre pediu livros muito bons. Com relação ao site, não conhecia, mas vou indicar para os meus amigos que são papais. Abs!

  13. Avatar
    Lilian Farias 03/10/2020 at 12:15

    Olá, suas dicas são bem interessantes, minha experiência com educação, principalmente no que concerne leitura e escrita, é que quando se tem o estímulo e pais leitores, ajuda bastante. Mas, ter variedade de gêneros,ler junto, descobrir, brincar, transformar a leitura em um universo lúdico para criança, pode ser outro ponto importante, mas depende de vários fatores também, biopsicosociais e em alguns casos, até espirituais, é sempre interessante analisar caso a caso.