12 de julho de 2021

Oi, tudo bem? Comentei em posts anteriores que este ano somos parceiros da Companhia das Letras. Se você nos segue a mais tempo sabe que já indiquei vários livros da editora inclusive As sombras de outubro que entrou para a lista de favoritos. Hoje vamos conversar sobre De repente adolescente, lançamento da Editora Seguinte.

Apesar do meu gênero favorito ser suspense/thriller esse ano tenho me aventurado em leituras que além de me tirar da zona de conforto tem me ensinado muito. De repente adolescente foi uma delas.

Uma coletânea de textos nostálgicos

Pelo livro ter poucas páginas pensei que a leitura seria rápida e terminaria em dois, três dias no máximo. Mas descobri que é uma coletânea de contos. A obra tem textos de Clara Alvez, Julie Dorrico, Vitor Martins, Keka Reis, Camila Fremder, Luly Trigo e muitos outros. O que tornou a experiência ainda mais interessante.

O título nos remete aquele período de nossas vidas em que temos dúvidas, sentimos inseguranças, enfrentamos conflitos internos, passamos por tantas situações. O mais comum em muitos casos é não ter com quem dividir tudo isso. Não saber se somos os únicos no mundo a passar por determinada situação.

Pais separados e uma nova visão de mundo

Meus pais são separados. Apesar de ter acontecido quando ainda era criança lembro das reuniões de pais, primeira comunhão, e outras situações em que desejei que minha família fosse “normal”. Que meus pais ainda estivessem juntos. Hoje sei que era egoísmo desejar isso mas quando se é adolescente não enxergamos isso.

Esse pensamento gerou muito desconforto em casa. Lembro de muitas brigas com a minha mãe e também com meu padrasto. Era um pouco mais delicado porque não cheguei a conhecer meu pai então não sei a “versão dele” da história. Compreendo que minha mãe deve ter tido os motivos dela, e hoje adulta é mais fácil enxergar isso.

Eu me sentia tranquila por ter lidado com as minhas dúvidas e refletido sobre quem eu era, mesmo sem precisar ficar olhando para o teto ou parar na porta do quarto. ❞

Os contos Casa nova (Keka Reis) e Segunda chance (Luly Trigo) me fizeram relembrar desse período. Muitas vezes me questionei se teria sido melhor se eles tivessem esperado eu crescer para se separar. Se doeria menos. Se eu teria sido menos rebelde tendo presenciado as discussões ou o que mais pudesse ter acontecido.

A reflexão que ficou após a leitura de Segunda chance é que tudo o que acontece tem uma razão de ser. Talvez não entendamos naquele momento, ou desejar uma outra vida seja o pensamento mais fácil, mas no longo prazo são esses pequenos acontecimentos que moldam quem nos tornamos ao longo da vida.

Como teria sido o colegial sem biblioteca

Além desses, um conto muito marcante foi A revolta dos salgados (Iris Figueiredo). Transpira nostalgia. A escolha de um representante de turma. A carteirinha da biblioteca. A cantina. O recreio. O ambiente escolar. Impossível não relembrar quando eu estudava na 8ªA. Não consigo imaginar meus anos no colegial sem pegar livros emprestado. Ou ainda, imaginar o colégio sem biblioteca.

E, para minha surpresa, fico em paz com as minhas burradas e meus erros do passado. Por causa deles, tive uma segunda chance para chegar até aqui. ❞

Mesmo estudando em escola pública tínhamos uma biblioteca bem abastecida, que recebia títulos constantemente e muitos professores incentivavam a leitura concedendo pontos a quem lia mais livros do que o exigido. Lembro de participar de recitais de poesia (recitei Carlos Drummond de Andrade), de conhecer Clarice Lispector, Fernando Pessoa, Agatha Christie, Sidney Sheldon, Marcos Rey e muitos outros.

Lembro também da formatura, do meu vestido, do clima de despedida (porque teria que ir para outra escola), dos professores que não veria mais, da festa, são essas lembranças que gosto de guardar. Quando penso em adolescência são essas pequenas coisas que gosto de compartilhar.

Aqueles momentos que guardarmos na memória

Se perguntarmos para qualquer pessoa cada uma terá lembranças distintas dessa idade. Se pudessem voltar no tempo reviveriam alguns desses momentos. Eu, por exemplo, amava participar do coral da escola. Fizemos tantas apresentações. Se pudesse gostaria de me ver cantando mais uma vez.

Eu torço para que ela fique tão empolgada quanto eu com o fato de que hoje eu fiz um novo amigo. ❞

Obrigada Editora Seguinte pela experiência nostálgica. Se tivesse trilha sonora seria ainda mais perfeito. Mas relembrei as músicas que gostava quando era adolescente e isso aqueceu meu coração.

Informações sobre De repente adolescente

De repente adolescente

Título: De repente adolescente
Autora: Camila Fremder
Editora: Seguinte
Ano: 2021
Páginas: 270
Classificação: ★★★
Disponível na Amazon

Agora me conta quais as lembranças você guarda da adolescência? Quais os momentos inesquecíveis e especiais? Conhecia De repente adolescente? O que achou da proposta do livro? Já leu algum livro desses autores?

Até o próximo post, Érika 💛

Nos acompanhe nas redes sociais
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest

Erika Monteiro
Post escrito por Erika Monteiro

Descobri desde cedo quão incrível é o universo dos filmes, séries, livros e todo esse mundinho geek. Criei esse espaço para compartilhar experiências e trocar ideias.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Avatar

    Jacqueline

    17 de agosto de 2021

    Oi,tudo bem?

    Gostei bastante do livro ter aquela sensação de nostalgia com a playlist, outro ponto alto da obra é ser uma coletânia de contos, pois gosto bastante deste formato. Com toda certeza é uma boa indicação.

  2. Avatar

    Quelzy Costa

    16 de agosto de 2021

    Eu amei a intensidade e clareza desse livro em cada detalhe. Eu sinto tanta saudade da época da escola, dos amigos, da playlist daquela época… São momentos e histórias que a gente leva pra vida toda ♡

  3. Avatar

    Joyce

    1 de agosto de 2021

    Parabéns pela parceria. Esse ano também saí de minha zona de conforto. Acho que iria gostar desse livro, já que esse ano estou na vibe de contos. Ótima resenha e indicação.

  4. Avatar

    Debora Sapphire

    1 de agosto de 2021

    Gosto de ler os livros da Companhia das Letras, então fico feliz com essa novidade. Achei esse título bem interessante e a edição da capa está linda tão cheia de cores cativantes que chamam atenção. Realmente, a proposta também é bem bacana. Confesso que não me recordo de muito da minha adolescência, porque foi uma época difícil.

  5. Avatar

    Leticia Rodrigues

    1 de agosto de 2021

    resenha com temperinho de memórias da minha adolescência. eu amava ir na biblioteca, e caramba eu já li obras da Iris e da Luly e sei como elas pegam a gente pela memória e nostalgia dessa época apaixonante e desafiadora que é a adolescência e eu já queria ler.

  6. Avatar

    Carol Nery

    1 de agosto de 2021

    Se tem uma parceria que eu AMO, é com a Cia! <3
    Deve ser muito agradável essa leitura. Contos que mesmo tão distantes do que acostumamos ler, são próximos de algumas situações vividas quando adolescentes. Gostei dos exemplos que deu de sua própria vivência. Dou valor a esse tipo de experiência.
    Abração

  7. Avatar

    Lilian Farias

    1 de agosto de 2021

    Parece uma leitura gostosa e como adoro contos, acho que dá para ‘devorar’ em uma sentada, fiquei imaginando a escola sem biblioteca, cruzes… até ri de nervoso…. amei a proposta do livro ^^

  8. Avatar

    Renata

    23 de julho de 2021

    Muito legal a dica desse livro, não conhecia, acho livros de conto sempre muito bacanas 😉

  9. Avatar

    Julianna Magdalena

    20 de julho de 2021

    Me deu até vontade de ser adolescente de novo após ler essa resenha. Amei a temática e os jovens vão se amarrar, Beijos 🙂

  10. Avatar

    Yvens Castro

    20 de julho de 2021

    Olá, Erika! Tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro “De repente adolescente” da Camila e achei bem interessante a proposta apresentada pela obra. Deve ser uma leitura envolvente. Aliás, os adolescentes vão adorar. Parabéns pelo post! Fico contente que tenha gostado da leitura e tenha te dado aquela sensação de nostalgia.

  11. Avatar

    Minda Silva

    19 de julho de 2021

    O livro parece interessante , na minha adolescência fui bem sem graça rsrsr não era agitada, era calma demais, acho que agora estou sendo adolescente aos 57 anos rsrs Gostei da indicação!

  12. Avatar

    Patrícia Camargo da Silva

    19 de julho de 2021

    Muito interessante a abordagem desse livro, fiquei curiosa! já quero ler!

  13. Avatar

    Lenny

    17 de julho de 2021

    A chegada da adolescência é a idade em que tantas coisas vêm á mente, fazemos tantas coisas erradas, é que poucos pais querem entender seus filhos nesta fase da vida, que vem acompanhada de momentos que podem marcar nossas vidas para sempre. Ótima Leitura!

  14. Avatar

    Luma Vieira

    16 de julho de 2021

    Olá Erika, que legal você ter saido da sua zona de conforto para ler algo mais diferente do seu estilo. Gostei da resenha que você fez do livro. Acho que depois que passamos por este periodo acabamos por esquecer dele e muito pouco paramos para pensar em como ele foi importante para formar quem nos tormnamos hoje.

  15. Avatar

    Ingrid Raggio

    15 de julho de 2021

    Eu ja adorei a sua resenha e fiquei curiosa para ler.

  16. Avatar

    Gisele

    15 de julho de 2021

    Olá, tudo bem ?
    É engraçado pq a adolescência foi a fase mais dolorida da minha vida, mas em contraste é uma fase muito nostalgica também.
    Creio que se tivesse todo conhecimento que tenho hoje, teria me machucado menos, valorizado mais algumas pessoas e dado menos importância a tantas outras.
    Lendo os quotes me peguei relembrando momentos, acho que gostaria do livro, muito embora não goste de contos.
    Beijos.

  17. Avatar

    Andrea

    15 de julho de 2021

    Olá, Érika.
    Que resenha bem nostálgica, imaginei que o livro traga exatamente este sentimento, como no caso da biblioteca – lembro que amava quando a escola que eu ia tinha uma boa.
    Sobre separação, digo que tudo depende do relacionamento, quando o pai se separa do filho também, ela dói até na fase adulta, nos fazendo sentir uma criança outra vez.

  18. Avatar

    Joana Darc

    15 de julho de 2021

    Oi! Eu adorei a capa 😀 e amei a resenha, gosto de livros com essa tematica são maravilhosos…

  19. Avatar

    Patrícia Camargo da Silva

    14 de julho de 2021

    Nossa muito interessante esse livro, amo contos!

  20. Avatar

    Lidiane Malheiros

    14 de julho de 2021

    Gostei muito da sua resenha, Parece ser bom esse livro 🙂

  21. Avatar

    Renata

    14 de julho de 2021

    Oi
    Que linda resenha!
    Tenho muitas lembranças legais e divertidas da época da adolescência no colégio, amigas que conheci e que mantemos contato até hoje! Das aula que faltávamos juntas para passear no shopping, das tentativas hilárias de passar cola na hora da prova 😀 De fugirmos pra jogar sinuca, das apresentações de dança… Das apresentações dos trabalhos em grupo 😀
    Época divertida
    O livro não conhecia, mas gostei de saber mais sobre ele 😉

  22. Avatar

    Caroline Silva

    13 de julho de 2021

    Mandou bem na indicação. Adoro suspense e histórias de família. Mais um pra minha lista de leitura.

  23. Avatar

    Relíquias da Lara

    13 de julho de 2021

    Eu tenho algumas lembranças da época da adolescência que eu guardo com muito carinho e que se eu tivesse a oportunidade gostaria sim de revivê-las, principalmente as memórias com meu pai. Com certeza não foi uma época muito fácil e comum na minha vida, mas como você falou, tudo o que eu vivi na época me fez ser quem eu sou hoje. Sobre o livro, gostei da proposta e eu ainda não conhecia.

  24. Avatar

    Open Kloset By Karina

    13 de julho de 2021

    Olá linda, tudo bem?
    Não conhecia esse livro mas é bastante interessante! Estou muito curiosa pra ler.
    Muito Obrigada 🙂
    Bjs Karina

  25. Avatar

    Lucimar da Silva Moreira

    12 de julho de 2021

    O livro é bastante interessante , quando eu era adolescente, eu era calma, não gostava de bagunçar principalmente na escola. Quando somos adolescentes temos vários sonhos pra conquistar, ainda não conhecia o livro, bjs.