Resenha: Tons de Rosa – Karla de Luna

Oi! Tudo bem? Por aqui a semana foi bem corrida mas as coisas já estão mais organizadas. Muito feliz de vocês terem gostado da resenha anterior do livro Perigosa Amizade e das fotos. Se quiserem posso fazer um post sobre como edito minhas fotos o que acham? Hoje vamos conversar sobre Tons de rosa livro que recebi em parceria com a Editora Coerência da autora Karla de Luna.

Uma palavra que resume o livro: NOSTALGIA. Sabe quando a história é tão nostálgica, tão cheia de detalhes, personagens que poderia facilmente estar falando sobre sua vida? Foi assim que me senti ao ler Tons de Rosa.

Tons de Rosa

O ano é 1996 e as amigas Mabel, Nalu, Judite e Ana Paula são quatro adolescentes cheias de planos, sonhos e uma vida inteira pela frente. A história começa com as amigas trocando confidências, passeando de bicicleta e aproveitando os últimos dias de verão. Em breve suas vidas tomarão novos rumos.

Há uma passagem de tempo e agora estamos em 1999 onde as quatro amigas voltam a se encontrar e compartilhar tudo o que aconteceu nesse tempo em que não se viram. Há muito o que contar afinal foram três anos desde aquele último verão em que estiveram juntas.

❝Era simplesmente fantástico como personalidades tão diferentes nutriam um laço forte, sentimentos que muitas vezes não combinavam, porém pensamentos que se entrelaçavam de alguma forma.❞

A história vai nos mostrando como as amigas mesmo seguindo caminhos diferentes ainda guardam dentro de si toda aquela magia e sonhos da adolescência. Em alguns momentos senti como se estivesse vendo o pôr do sol, surfando, andando de patins, ou simplesmente passeando pela areia da praia junto com elas.

Quando se é adolescente e vivemos com os pais o mundo parece ser tão grande, há tanto o que descobrir, tanto por fazer, tanto por conhecer. Chegamos a pensar que uma vida só não seria suficiente para tantas coisas que queremos abraçar.

Tons de Rosa
Os personagens

A Nalu tem um jeitinho de menina do interior. Seus pais possuem uma vinícola no sul. Eles produzem vinhos e comidinhas como doces e queijos e vendem numa lojinha anexo à propriedade onde moram.

Ela é apaixonada pelo universo dos vinhos e faz curso para entender ainda mais sobre o negócio da família. No verão de 1999 conhece o surfista André em São Paulo e foi amor à primeira vista. Romance, surf e pôr do sol o que mais é preciso para ser feliz?

❝O final de tarde não poderia ter sido melhor, açaí para refrescar e um pôr do sol digno de cartão postal.❞

Judite é a mais agitada das quatro. Ama badalação, festas, conhecer gente nova, não é à toa que quando conhece o guitarrista Marcos a química entre os dois é surreal.

Ela trabalha com eventos o que permite estar mais próxima do namorado e da vida que sempre sonhou.

Tons de Rosa

Ana Paula é a estudiosa. Sempre esforçada e sonha ser médica. Durante o último ano se dedicou aos estudos. O esforço valeu a pena pois foi aprovada na faculdade de Medicina.

No início foi difícil mudar a rotina ainda mais que o curso é integral. O namorado Mateus as vezes não compreende que ela fique tão distante. Mas é se ela quiser ser bem sucedida precisa se dedicar ao máximo.

❝Cada momento foi intenso e marcante, como pede uma amizade que marca as fases da vida, deixa recordações e cria vínculos.❞

Mabel. Como disse lá no instagram (@corujageek) é minha personagem favorita. Quando se despede das amigas ela voa para Madri, Espanha. Ama culinária e está aproveitando a oportunidade que seus pais lhe deram.

Enquanto na Europa aproveita para conhecer museus, pontos turísticos, restaurantes e quando tem a chance viaja para outros países como a Suécia. Nem preciso dizer que amei cada segundo da Mabel na Espanha.

Tons de Rosa
A narrativa

Grande parte dos leitores está acostumada com uma narrativa cheia de diálogos, interação entre os personagens e uma passagem do tempo “normal”. Karla faz algo completamente diferente pelo menos pra mim.

❝As ondas de nostalgia podem funcionar assim como uma cola que reforça laços de solidariedade e as experiências compartilhadas.❞

Ela escreve como se fosse alguém nos contando a história da própria vida. Sabe quando nos reunimos numa rodinha e contamos coisas da infância, depois do colegial, faculdade, casamento, etc.? É mais ou menos assim que ela traz a história das quatro amigas.

Tons de Rosa
A edição

Amo demais livros pequenos e confortáveis nas mãos. Lembram os livros da Bruna Vieira. As páginas são amarelas e a fonte bem confortável. O que dizer da capa? Quem me conhece sabe que um livro sempre me ganha primeiro pela arte da capa.

❝No fundo, elas sabiam que precisavam viver cada momento, pois, juntas ou separadas, essas marcas ficariam, assim como a de um grande amor.❞

Desde que vi pela primeira vez passou uma delicadeza tão grande. As flores, as amigas, e no decorrer da história descobrimos o motivo das flores. O que mais me encantou. A Editora Coerência fez um trabalho incrível.

Tons de Rosa
Minha opinião

Apesar da separação dos meus pais, mudança frequente de cidade e o fato de não ter criado raiz em nenhuma cidade tive uma infância e adolescência bem tranquilas.

Quem já leu o “Sobre” aqui no blog sabe que morei em diversas cidades e depois que cresci isso se tornou constante. Foram casas, escolas, amigos, tudo diferente. Mesmo assim sinto nostalgia de tudo o que vivi quando tinha essa idade ainda mais quando ouço músicas. Elas têm o poder de nos transportar através do tempo. Já pensaram nisso? 🙂


❝Mabel já nem sabia mais como era bom contar suas novidades, principalmente para alguém que tanto a conhecia.❞

O primeiro beijo, a primeira balada, a primeira viagem sozinha, o primeiro emprego, perder a virgindade, tudo isso somou para tornar quem somos hoje. Tons de Rosa permitiu uma viagem ao passado não apenas das personagens mas ao meu passado também.

Será que alcançamos todos os nossos sonhos de adolescência? Será que somos as pessoas que queríamos ser? Por onde andam nossos amigos? Foi uma leitura muito rica. Obrigada Karla e Editora Coerência por cada capítulo.

Tons de Rosa
Curiosidades sobre minha adolescência
  • dei meu primeiro beijo com 16 anos
  • fui apaixonada pelo meu vizinho (4 anos mais velho que eu)
  • entrei para um convento e quase fui freira
  • meu passatempo preferido chupar manga direto do pé
  • aprendi jogar dama com meu padrasto
  • na minha rua tinha 4 “Érikas”

Então é isso, espero que tenham gostado da indicação de hoje. Conta pra gente o que mais te marcou na sua adolescência e do que sente saudades.

Até o próximo post, Érika ♡

Nos acompanhe nas redes sociais:
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest

Loading Facebook Comments ...

12 Comments

  1. Avatar
    Lucy 24/04/2019 at 16:38

    Oi, Érika! Nossa, adorei a descrição da história e a trama. Super valorizo quando os autores não se limitam a narrar fatos, eles simplesmente “contam” aos leitores, eles conversam com a gente.
    A edição do livro parece mesmo ser uma fofura, e aposto que o livro tem um cheiro booom! *____*
    Adorei, vou procurar por ele.
    bjos
    Lucy

  2. Avatar
    Debora Sapphire 21/04/2019 at 15:01

    Adorei poder saber como você se sentiu ao ler Tons de Rosa em parceria com a editora. Eu não sabia da existência do livro dessa autora ainda, mas pareceu ser bem interessante ao ler sua opinião e tudo o mais que escreveu aqui. Uma das coisas que mais marcou a minha adolescência: foi o fim dela, porque eu nunca gostei de ser adolescente e achava os meninos e meninas da minha idade muito bobinhos. Então, poder deixar de ser tratada como criança, ser levada a sério, conquistar novos hirizontes, independencia e ver o mundo e as pessoas de uma forma totalmente diferente das lentes de um adolescente, foi libertador para mim. A única coisa que eu sinto falta é daquela falsa sensação de segurança que todos temos e sentimos em algum momento em nossas vidas.

  3. Avatar
    Beatriz Andrade 19/04/2019 at 23:02

    Preciso dizer que estou apaixonada pelas suas fotos, uma mais linda que a outra!
    Eu gostei bastante da premissa do livro, parece ser uma ótima leitura e a sua animação me deixa empolgada para ler também.

  4. Avatar
    Ana Caroline Santos 17/04/2019 at 19:49

    Olá, tudo bem? Adoro esse ar meio nostálgico que alguns livros tem poder de fazer. Esse não conhecia, mas fiquei bem curiosa após sua resenha, até por ele trazer uma narrativa dos anos 90. Dica mais que anotada! Espero também gostar de algumas das protagonistas e sentir esse aconchego no coração <3
    Beijos,

  5. Avatar
    Luana Souza 17/04/2019 at 17:21

    Que capa mais lindinha. Ela ficou ainda mais delicada e fofa com as suas fotos. Estão um encanto *-*
    Sobre o livro, parece ser uma graça. Mesmo não sendo exatamente o tipo de livro que eu costumo ler, parece ser aquela leitura ~delícia~ que nos dá um quentinho no coração <3 seria um respiro para as leituras meio pesadas que eu ando fazendo.
    Eu amei a resenha, Érika!

  6. Avatar
    Tahis 17/04/2019 at 09:00

    Olá!
    Adoro esses livros adolescentes, bate sempre uma nostalgia mesmo quando pego para ler e viajo para a minha adolescência, me divirto demais. amei essa capa, estou apaixonada por essa edição, e ejá estou colocando na minha lista de desejados!

    beijos!

  7. Avatar
    Garoto de Outro Planeta 16/04/2019 at 13:59

    A adolescência foi uma época que me marcou muito.

    Achei muito interessante o livro e estou muito encantado pela capa e as fotos que você tirou dele kk. Muito bom!

  8. Avatar
    Jéssica 16/04/2019 at 00:27

    Esse livro desse ser a coisa mais gostosa de se ler.
    Amei a capa, o jeitinho que você escreveu esse post. Necessito desse livro!

    Perdi o bv com 14 anos, na época me achava mega velha. haha

  9. Avatar
    Larissa Dutra 15/04/2019 at 14:59

    Olá, tudo bem? Ahhh, que capa mais fofinha! Ainda não conhecia esse livro, mas a premissa e toda essa coisa adolescente me deixou louca para ler a obra, já que amo livros do tipo. Adorei tua resenha e tuas curiosidades!

  10. Avatar
    Carol Ney 14/04/2019 at 15:12

    Ah, eu adoraria ler um post sobre como edita e faz suas fotos. Que ideia legal!
    Essas desse post ficaram especialmente lindas…

    Sobre a história do livro, parece bem leve. Acredito que nos carregue em uma onda de saudosismo mesmo!!! Quando somos adolescentes vivemos todos os sentimentos do mundo em um momento e no limite máximo… somos intensos e fortes. Deve ser uma leitura muito muito muito legal mesmo.

    Agora, eu hoje olho para trás com saudades da época onde só estudava, dormia, saia com as amigas e fazia planos para o futuro. Os namorinhos de adolescência pareciam ser para a vida toda… E os amigos pareciam que seriam para sempre.

    Um beijo.

  11. Avatar
    Joana Darc 13/04/2019 at 09:50

    oi!
    Eu adorei a resenha 😀 não conhecia a autora, a historia é maravilhosa

  12. Avatar
    Karla de Luna 12/04/2019 at 22:02

    Fotos maravilhosas. Ótimas colocações sobre Tons de Rosa. Sou bem nostálgica de praticamente todas as fases da minha vida e continuo uma sonhadora.

Deixe um comentário