Resenha: A mulher na cabine 10 – Ruth Ware

Oi gente, tudo bem? Muito obrigada pelos comentários nos posts anteriores e pelas mensagens lá no instagram (@corujageek). As novidades aparecem primeiro nos stories então segue lá! Recebi da Editora Rocco vários livros entre eles A mulher na cabine 10 da autora Ruth Ware. Ela é responsável pelo Bestseller do The New York Times Em um Bosque Muito Escuro. Confesso que fiz essa escolha baseada na sinopse que achei incrível.

Depois que terminei de ler fiquei sem palavras durante um dia inteiro. Repassando toda a história na minha mente. Sabe aquele episódio da série que você mais gosta? Que é tão incrível que precisa indicar pra todo mundo? Pois é, foi assim que me senti. A mulher na cabine 10 é um suspense num cenário claustrofóbico e inquietante. Como diz a própria sinopse se assemelha aos mistérios de Agatha Christie. E como tal prende nossa atenção do início ao fim.

A história

Laura Blacklock (nossa protagonista) é jornalista de viagem e trabalha na Velocity em Londres. Quando sua chefe Rowan fica doente ela é indicada para cobrir a viagem de inauguração do cruzeiro Aurora Borealis. Que levará seus convidados para conhecer os fiordes da Noruega e a Aurora Boreal.

No entanto, dias antes da viagem o apartamento de Laura é invadido e o ladrão leva sua bolsa com todos os pertences. Mesmo apavorada decide manter a viagem. Afinal é uma grande oportunidade para mostrar seu talento. Na primeira noite no cruzeiro será servido um jantar de inauguração. Quando Laura percebe que não tem rímel vai à cabine ao lado pedir emprestado. A estranha lhe empresta porém diz que não precisa devolver.

Durante o jantar Laura bebe um pouco além da conta e ao chegar na sua cabine toma remédio para ansiedade. Combinação nada saudável.

De madrugada ela ouve um barulho na cabine ao lado e logo em seguida algo sendo jogado ao mar. Ela sai correndo para “investigar” o que houve. Ao olhar pela varanda vê marca de sangue no vidro. Assustada liga para o segurança do navio. Quando ele chega ambos vão verificar a cabine porém está completamente vazia e não há sinal de quem alguém esteja hospedado nela :O

Já estava clareando quando percebi que não dava mais para continuar, que meus músculos, exaustos além da conta, simplesmente não me obedeciam mais. Eu não conseguia mais andar…”

Laura jura para o segurança que houve um assassinato porém ele percebe que ela bebeu e tomou remédios e diz ser apenas um pesadelo. Mas Laura não acredita nisso. É aí que a história começa. Houve ou não um assassinato no Aurora Borealis?

Os personagens

No início da trama somos apresentados à Laura e seu namorado Judah. Ele é jornalista e está sempre viajando para cobrir matérias. Após embarcar no Aurora Borealis vamos conhecendo outros personagens. Primeiro o casal dono do navio Lorde e Lady Bullmer, os demais convidados e a equipe de bordo.

Há jornalistas de diversas áreas. Um fala sobre roteiro, outro sobre comida, outro é fotógrafo, há investidores. Todos a bordo tem objetivo de avaliar o novo empreendimento e fazer uma matéria para as revistas nas quais trabalham.

Não lembro o que senti quando afundei, só a pancada de quebrar ossos quando bati no mar e o gelo paralisante da água. Mas me lembro do pânico de revirar as entranhas quando a correnteza me pegou, bem lá no fundo.”

No decorrer da história a autora descreve cada personagem. Altura, peso, feições do rosto, sabemos quem é alto, baixo, ruivo, mais velho, mais novo, que mulher é mais elegante, etc. Em alguns momentos é possível sentir que conhecemos de verdade cada um deles.

Meu personagem favorito é a Carrie. Quem é essa? Terão que ler para saber mais detalhes 😉 Ela tem papel fundamental na evolução de Laura como protagonista. Se não fosse por Carrie acredito que não haveriam grandes mudanças na vida de Laura.

Minha opinião

A história é escrita em primeira pessoa. Então é muito fácil sentir todos as emoções transmitidas pela protagonista. Todo medo, ansiedade, insegurança quando seu apartamento é assaltado, toda adrenalina quando começa investigar o que houve de verdade na cabine ao lado. É impossível não sentir medo junto com ela.

Fiquei ali congelando e torturada pela indecisão. Será que devia sair correndo? Richard estava dormindo? Não dava para saber pelo reflexo no vidro da varanda. A imagem era muito imprecisa e embaçada.”

A mulher na cabine 10

Assim como Garota Exemplar, A mulher na cabine 10 é muito descritivo. Muitas páginas para descrever um personagem, o corredor do navio, um vestido usado pela Laura, as comidas e bebidas que são servidas, ou ainda cada convidado sentado à mesa para o jantar.

Dessa forma a autora conseguiu trazer realismo à história. Em muitos momentos me vi andando pelos corredores do navio ao lado de Laura admirando os lustres, andando pelo deck, apreciando as ondas do mar no casco do navio, ou sentindo a brisa fria da noite.

O mistério é desvendado quase no final e confesso fiquei impressionada. Mesmo já tendo lido algo semelhante foi uma surpresa como a autora desenvolveu a trama. Melhor ainda, quando Laura está analisando cada detalhe, cada pista, me vi junto com ela tentando descobrir a verdade.

Foi uma leitura que valeu muito a pena. Do meio para o final li em dois dias porque não queria largar até saber o desfecho. E quando pensamos que a história tinha acabado a autora nos presenteia com um bônus. Só posso dizer que foi ES-PE-TA-CU-LAR!

O que aprendi

Além do suspense a autora traz assuntos paralelos como relacionamento amoroso, terapia, uso de medicamentos, poder de decisão, mudança de vida, girl power e outros pequenos detalhes que percebemos ao longo da história. A mensagem que mais chamou atenção foi “quando percebemos que nossa vida não evolui, ou não gostamos mais do nosso emprego, ou percebemos que é o momento de buscar novos ares não é vergonha simplesmente abandonar tudo e tentar algo novo”. O mais importante é nos sentirmos realizadas e felizes.

Eu não tenho fobia de água. Bem, pelo menos nunca tive antes. Mas quando espiei por cima do parapeito e vi as ondas escuras sugando famintas o casco do navio, senti o estômago revirar e contrair como se estivesse mareando.”

Só digo uma coisa: LEIAM! Depois me contem o que acharam 😉

Obrigada Editora Rocco pela parceria e pela oportunidade de conhecer uma história tão incrível. Em breve trarei novas resenhas. E vocês conheciam o livro? Já leram alguma obra da Ruth Ware?

Ah, estou feliz demais por todo feedback que tenho recebido sobre as resenhas, indicações e mais ainda pelas fotos de cada post. Vocês não imaginam o quanto isso é gratificante. Tem dias que tiro 100 fotos pra 1 ficar bonita haha É preciso muito treino 🙂

+Leia também: Sunny o lado bom da vida

Até o próximo post, Érika ♡

Nos acompanhe nas redes sociais:
Facebook ♡ Instagram ♡ Twitter ♡ Pinterest

Loading Facebook Comments ...

6 Comments

  1. Avatar
    Isabelle Brum 22/05/2019 at 16:09

    Olá!
    Aí, dou doida pra ler esse livro. Romance policial/thriller é comigo mesma! E ainda lembra da mestre Aghata Christie?! ADOREI!!!
    Parabéns pela resenha e pelas fotos (ficaram incríveis!)
    Beijinhos, boa semana e boas leituras ^-^

  2. Avatar
    Carol Ney 21/05/2019 at 22:07

    Eu já quero ler. Na verdade… agora eu PRECISO ler.
    Sou a louca dos thrillers. Não posso ler nada a respeito desses mistérios que o sangue chega a ferver aqui,
    Tenho ele no Kindle, e já vou marcar aqui no Skoob para não deixar a oportunidade passar. Adorei suas fotos e sua resenha. Parabéns!

  3. Avatar
    Luciano Almeida Starling Lopes 21/05/2019 at 14:22

    Oi!
    Achei super interessante o estilo da sua resenha! Gostei da forma como expôs os pontos separadamente e com nível de detalhe bem inovador! Continue com esse ótimo trabalho, parabéns!

  4. Avatar
    Carol Cavalcanti 19/05/2019 at 17:09

    Uau, se assemelhar a um mistério de Agatha Christie já deixa tudo mais interessante!
    Fiquei bastante curiosa com essa trama! O suspense e todos os detalhes que você comentou que se revelam ao longo da história parecem ser o que é preciso para um livro nos prender, como esse fez com você!

  5. Avatar
    Debora Sapphire 19/05/2019 at 16:31

    Entendo o seu ponto de vista. A maioria dos livros que eu leio, a sinopse me conquistou primeiro. Eu amo ler todos os livros da minha rainha do crime, Agatha Christie. Então, vale a pena dar uma chance e ler essa obra também. Gostei bastante do seu texto incrível. Acredito que eu irei apreciar a leitura da obra igualmente.

  6. Avatar
    Miss L 17/05/2019 at 05:46

    Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Amei a Laura. Uma ansiosa Jornalista. Nunca será uma combinação perfeita. Além disso, com o quê que combina a maldita ansiedade? Eu não sei…
    Para leres em dois dias é bastante tentador…
    Beijokitaz

    http://www.devaneiosdemissl.com

Deixe um comentário